Rachado, PSL desiste de lançar candidato à Presidência da Alerj

Márcio Gualberto, que chegou a ser anunciado como nome do partido, não conseguiu apoio dos próprios colegas de legenda. É provável que a sigla anuncie abstenção

Por CÁSSIO BRUNO

Bancada do PSL na Alerj com o senador Flávio Bolsonaro
Bancada do PSL na Alerj com o senador Flávio Bolsonaro -

O PSL não terá candidato à Presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O anúncio foi feito nesta quarta-feira (30). O partido chegou a confirmar o deputado Márcio Gualberto. Mas o parlamentar conseguiu o apoio de apenas sete dos 12 colegas de legenda. Além disso, Gualberto também não atraiu a simpatia de outros partidos. São necessários 13 nomes para formar a chapa da disputa. 

Os quatro deputados do PSL que não apoiaram Márcio Gualberto foram Rodrigo Amorim, Alexandre Knoploch, Gustavo Schmidt, Marcelo do Seu Dino e Gil Vianna. É provável que, no sábado, dia da votação para a Mesa Diretora, o partido anuncie abstenção.

Enrolado com o Coaf, o senador eleito Flávio Bolsonaro abandonou de vez a articulação para tentar fazer com que o PSL comandasse a Alerj. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários