Flávio Bolsonaro nomeia advogados da família no gabinete do Senado

Pelo menos três comissionados participaram de processos particulares em várias esferas da Justiça. O trio também trabalhou com o filho do presidente da República na Alerj

Por CÁSSIO BRUNO

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)
O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) -

Enrolado com o Coaf, Flávio Bolsonaro (PSL) nomeou pelo menos três advogados em seu gabinete, no Senado, que defenderam ele e a família em processos particulares em várias esferas da Justiça. São eles: Miguel Ângelo Braga Grillo, chefe de gabinete; e Lygia Regina de Oliveira Martan e Fernando Nascimento Pessoa, ambos assessores parlamentares.

O trio também trabalhou com Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) quando ele era deputado estadual. No Senado, porém, ainda não estão disponíveis os contracheques com os valores dos salários desses servidores comissionados.

Outro lado

Em nota, Flávio disse que "não há impedimento legal ou ético na atuação desses profissionais em processos particulares realizados no passado, nos quais só foram remunerados 'ad exitum'", ou seja, receberam dinheiro apenas quando venceram as ações.

Aliás...

Das 15 pessoas nomeadas por Flávio, há gente que já trabalhou com os ex-senadores Eduardo Lopes e Marcelo Crivella, ambos do PRB, e Valdir Raupp, Edison Lobão e Lobão Filho, todos os três do MDB.

Em construção

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), pretende construir uma grande base na Alerj. Por isso, o deputado Márcio Pacheco (PSC) convidou 50 dos 64 parlamentares, de 22 partidos, para um encontro amanhã, na sala da liderança de governo.

Os descartados

Foram descartados por Witzel e Pacheco deputados do PT (o único petista chamado foi André Ceciliano, presidente da Alerj), do PSOL, do Partido Novo, do PCdoB e do PMB.

Os aliados

As bancadas estadual e federal do PSD, além do senador Arolde de Oliveira e do presidente do partido, Indio da Costa, jantaram com Witzel anteontem. O PSD tem cargos no DER, Detran e na Leão XIII.

Quem quer cargo?

O vale-tudo das nomeações na Cedae continua a todo vapor. A bola da vez é José Bandeira de Melo Júnior, o novo diretor-financeiro da empresa.

Segue...

José Bandeira tem pelo menos três condenações: na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em 2004; no Banco Central, 2009; e no Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), em 2013. Motivos: ilegalidade em convênios.

O passado

As irregularidades foram cometidas quando José Bandeira era o presidente do Fundo Municipal de Educação de Niterói e administrador do extinto Banco Econômico.

Barata voa

Na véspera do temporal previsto para o Rio, Crivella e equipe pareciam perdidos. Primeiro, decidiu-se por ponto facultativo a pedido do gabinete de crise. Depois, por sugestão de Paulo Messina, chefe da Casa Civil, optou-se por feriado escolar.

E aí que...

Na terceira tentativa, Crivella quis decretar meio feriado para a população fugir da chuva. Só que, aos 45 do segundo tempo, bateu-se o martelo para (finalmente) o... feriado escolar.

Viva Chico Mendes!

Quem é Ricardo Salles?

Comentários