Delegado que investiga Big Brother Brasil fez campanha contra TV Globo

"Muito me espanta que pessoas que assinam TV a cabo ainda sintonizem nessa emissora. De apelação total já não basta o lixo do BBB?", escreveu Gilbert Stivanello, titular da Decradi, no Facebook

Por CÁSSIO BRUNO

Integrantes do BBB 19
Integrantes do BBB 19 -

Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), abriu inquérito para investigar declarações classificadas supostamente como intolerância religiosa entre participantes do Big Brother Brasil. A emissora disse ter entregado todas as imagens solicitadas para serem apuradas.

Gilbert, porém, é um antigo crítico da TV Globo. Fez, inclusive, campanha contra a empresa nas redes sociais. Em 18 de março de 2015, escreveu no Facebook: "Muito me espanta que pessoas que assinam TV a cabo ainda sintonizem nessa emissora. De apelação total já não basta o lixo do BBB? Sequer me recordo da última vez que assisti algo na Globo".

E não parou aí

Em 1º de julho de 2013, Gilbert compartilhou três mensagens. Uma com o logotipo da Globo e o texto: "Dia Nacional Sem Globo. Audiência Zero Já. Compartilhe e mostre que você é brasileiro".

Segue...

Na segunda, o delegado republicou uma foto do perfil "Globo Manipuladora". Duas pessoas seguravam uma faixa com a frase: "Globo: os protestos também são contra você".

Convocação

No terceiro post, Gilbert convocou os seguidores para o "Ocupe Rede Globo", na sede da emissora, no Jardim Botânico.

Outro lado

Procurada pela Coluna nesta segunda-feira, a Polícia Civil não respondeu até o fechamento desta edição. Gilbert Stivanello também não retornou.

Entenda a polêmica

Um integrante do BBB, Maycon, acusou os colegas Rodrigo e Gabriela de usarem a religião para "fazerem macumba" para uma outra participante, Isabella, ficar doente.

Ecumênico

O deputado Samuel Malafaia (DEM) trocou o nome da frente que preside na Alerj: de Evangélica para Cristã, para abarcar os católicos. O primeiro a aderir foi Márcio Pacheco (PSC), líder do governo.

O ministério de Crivella 2

Depois de entrar na Justiça para ser exonerado, o advogado Victor Travancas, coordenador de Captação de Recursos na Casa Civil, disse que... continuará no governo Marcelo Crivella (PRB)!

Afinal, quem manda?

O advogado disse ter ficado só porque Crivella atendeu a pedidos para demitir gente suspeita de irregularidades. "Falta exonerar a assessoria do escritório de Brasília"

A grande família

A prefeitura de Saquarema contratou a Saquarema Presente por R$ 344,2 mil para apoiá-la em eventos. A empresa é da família do secretário de Segurança e Ordem Pública, Valter Pereira da Costa. A Guarda Municipal, que deveria prestar o serviço, é subordinada a ele.

Enquanto isso...

A associação dos guardas pede à Justiça a anulação do contrato.

Sucateamento

Os guardas fazem protesto hoje contra o secretário. Eles reclamam que a corporação está sucateada.

Perto do fim oficial?

A Alerj vota hoje, em primeira discussão, o fim das UPPs. A proposta é de Rosenverg Reis (MDB). "Dá sinais de esgotamento, não tendo mais um bom desempenho", diz ele no projeto de lei.

Comentários