Cedae  - Divulgação
Cedae Divulgação
Por CÁSSIO BRUNO

O governador Wilson Witzel (PSC) tem aberto a porteira para o MDB de olho em apoio na Alerj. Filiada à legenda e ex-candidata a vereadora pela sigla, Gina Peres Ribeiro foi designada pelo presidente da Cedae, Hélio Cabral, a comandar um processo de licitação milionário para contratar empresa prestadora de serviços. Coisa de uns R$ 180 milhões. A emedebista é ligada ao deputado estadual Gustado Tutuca (MDB). O troca-troca ocorre porque a atual, a empreiteira Emissão S/A, venceu a concorrência, mas não entregou o trabalho, como manutenção de rede e apoio ao sistema operacional.

INTEGRANTE É DOADORA DE PARLAMENTAR

Membro da mesma comissão de licitação, Fernanda Calino Seraphini aparece como uma das 28 pessoas físicas que doaram para a campanha do deputado Gustavo Tutuca nas eleições de 2018. Fernanda colaborou com R$ 8 mil, segundo registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao todo, o parlamentar arrecadou R$ 639,9 mil. Além da Cedae, o MDB também começará dar as cartas no Departamento de Estadas de Rodagem (DER). O partido foi o principal alvo da Lava Jato. As principais lideranças estão presas.

FISCALIZAÇÃO DE ÔNIBUS CAUSA POLÊMICA

A secretária municipal de Transportes, Virgínia Maria Salerno (foto), descredenciou ontem cinco agentes responsáveis por fiscalizar empresas de ônibus. Eles fizeram uma operação e encontraram irregularidades em veículos do Consórcio Transcarioca. O grupo ficou revoltado com a decisão. “A secretária disse que nós estávamos pegando pesado com as empresas”, disse o agente Marcelo Gomes de Azevedo. Procurada, Virgínia informou que abriu um processo interno para “averiguar suposta conduta indevida”.

MP: PREFEITURA SEM PLANO DE CRISE

O Ministério Público abriu um procedimento para investigar o motivo de a Prefeitura do Rio ainda não ter o Plano de Gerenciamento de Crises de Natureza Urbana e Climáticas da Cidade. A promotoria quer saber se houve irregularidades na elaboração do projeto, de responsabilidade do Centro de Operações Rio. Em nota, o COR diz não ter sido notificado e que “há um plano desde quando o centro de operações foi criado e é atualizado periodicamente”.

O INDICADO DE PEZÃO NA AGÊNCIA

O ex-governador Pezão (MDB) está preso, mas tem indicado seu no governo Witzel (PSC). Trata-se de Roosevelt Brasil, gerente da Câmara Técnica da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado (Agenersa).

EX-PREFEITO E CONSELHEIRO

Roosevelt Brasil é ex-prefeito de Barra Mansa. Foi diretor-conselheiro da Agenersa de 2011 até o fim de 2016 e indicado para o atual cargo no ano seguinte. Permanece até hoje. Salário de R$ 11 mil (brutos).

COM SHOWS, MAS SEM MANUTENÇÃO

O prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi (MDB), contratou shows de peso para a Expo Agropecuária, em Itaipava, que vai de amanhã até domingo. Moradores, no entanto, reclamam de problemas como ruas esburacadas e lixo espalhado pela cidade.

A OVELHA NEGRA DO PARTIDO

O Solidariedade apoiará o impeachment de Marcelo Crivella (PRB). A ideia é se descolar do prefeito de olho nas eleições de 2020. Mas... um dos dois vereadores do partido é Dr. Carlos Eduardo, defensor do governo.

CORREÇÃO SOBRE FAMÍLIA

Ricardo Montello Amaral é filho e não pai de Horácio de Almeida Amaral, conforme saiu na Coluna no último domingo. Os dois estão nomeados no TCE-RJ.

PICADINHO

Diogo Nogueira se apresenta na festa do Dia do Trabalho em Maricá. Amanhã, às 20h, na Praça Orlando de Barros Pimentel.

Alerj discute situação de acesso e permanência da juventude na rede estadual de educação. Na quinta-feira, às 10 horas.

Nos dia 4 e 5 de maio, ‘O Mercado’ leva moda, comida e beleza para o prédio do IAB/RJ, no Flamengo. Entrada gratuita.

SOBE

LEANDRO VIEIRA

Campeão com a Estação Primeira de Mangueira este ano, carnavalesco permanece na escola para desfile de 2020.

DESCE

PREFEITO DE BELFORD ROXO

Waguinho (MDB) não quitou salários de funcionários públicos do município. Servidores cogitam paralisação.

Você pode gostar
Comentários