Vereadora Teresa Bergher sai do PSDB atirando

Sua nova casa é o Cidadania, do deputado federal Marcelo Calero

Por Sidney Rezende

Vereadora Teresa Bergher diz que recursos devem ser priorizados para ações de saúde e assistência social
Vereadora Teresa Bergher diz que recursos devem ser priorizados para ações de saúde e assistência social -

A vereadora Teresa Bergher comunicou sua saída do PSDB semana passada e já está em um novo ninho: o Cidadania, do deputado federal Marcelo Calero. Ela finalizou a assinatura de toda a documentação na última sexta-feira (27/3).

Apesar de se considerar uma tucana de raiz, Teresa estava insatisfeita com o que chamou de "intervenção paulista no diretório do Rio". Na sua avaliação, o PSDB deixou de ser um partido social democrata.

"As decisões passaram a ser impostas e eu não aceito imposições. E tudo só vem mudando para pior. O Doria está fazendo com o PSDB o que o Lula fez com o PT no Rio, afastando lideranças regionais em prol de uma agenda de poder", dispara.

E por que o Cidadania? "Hoje, posso dizer que me alinho mais com a ideologia do Cidadania, um partido mais ao centro, que não faz alianças visando interesses pessoais. Quero liberdade para continuar fazendo o meu trabalho. Não quero saber pela imprensa quem será o candidato a prefeito do Rio pelo meu partido. No PSDB, partido que ajudei a construir, isso virou rotina", lamenta.

A vereadora diz estar feliz: "Fiquei muito empolgada com o convite do Calero, um político que admiro muito. E o Comte Bittencourt sempre teve todo o meu respeito. Vamos fazer um excelente trabalho juntos", prevê.

 

Atestado para infectados

Aprovado na Câmara dos Deputados projeto que dispensa a apresentação de atestado médico pelos infectados pelo coronavírus nos sete primeiros dias. A medida resguarda trabalhadores e evita a ida ao médico só pelo documento.

Multa na calamidade

Celio Lupparelli - Divulgação

O vereador Célio Lupparelli (DEM) apresentou projeto de lei que pune empresas que praticarem aumentos abusivos de produtos essenciais à saúde enquanto durar a decretação de calamidade por conta do coronavírus no Município do Rio.

Artistas cariocas querem crédito

Artistas querem linha de microcrédito em condições facilitadas para pequenas empresas do setor cultural e criativo no Rio, igual ao Banco do Povo, de São Paulo. Lá, foram oferecidos R$ 25 milhões, juros de 0,35% ao mês.

Pizza boa e grátis

 A Associação Pizzarias Unidas do Brasil criou uma ação em prol dos profissionais em trabalho contra o coronavírus. A iniciativa começa na próxima terça-feira, dia 31 de março.

PICADINHO

 A Associação dos Magistrados do RJ promove campanha de arrecadação de recursos emergenciais para a área de saúde.

Com corte de 50% na arrecadação, Sesc e Senac vão fechar 265 unidades no país. Serão mais de dez mil demissões.

Centros e delegacias de atendimento à mulher, Patrulha Maria da Penha e Defensoria Pública RJ estão com atendimento online.

Comentários