Novo líder do Governo na Câmara e o Rio de Janeiro

Por Sidney Rezende

Ricardo Barros está no centro do poder desde o governo FHC
Ricardo Barros está no centro do poder desde o governo FHC -
O novo líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros, assume amanhã (18) o comando das negociações entre o Planalto e o parlamento. A citação do seu nome em delações de dois executivos da Galvão Engenharia o coloca no centro de recebimento de propina de R$ 5 milhões. Ele nega. A euforia da escolha pelos aliados azedou a comemoração. Mas quem é Ricardo Barros? Ele é tido pelos aliados como um político direto e franco, com ele é "sim ou não". Um amigo de longa data nos contou que ele diz na cara se o que está sendo proposto é viável ou se nem vale a pena levar adiante. E que respira política 24 horas. O articulador tem perfil de ser um homem "prático e pontual". Daqueles que contam quantos minutos gastará de um lugar ao outro. É obcecado por cumprir horário. Integrante do Centrão, no sexto mandato como deputado federal, Ricardo Barros está na Câmara desde 1995. Ele foi líder ou vice-líder dos governos Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. E na gestão Michel Temer ocupou o Ministério da Saúde.

Os políticos fluminenses mais conservadores consideram positivo para o Rio de Janeiro esta guinada do presidente Jair Bolsonaro para os braços do Centrão. Já a oposição diz que o toma-lá-dá-cá será "tenso e intenso" daqui para frente. Para o Rio, dizem os amigos, ele ajudará o estado na busca de verbas. Entre seus interlocutores mais comuns estão os deputados Hiran Gonçalves (PP/Roraima), para tratar de assuntos do norte, e Hugo Leal (PSD/RJ), para os pleitos do sudeste.

Orçamento compartilhado

Está aberto o edital de emendas parlamentares do deputado federal Paulo Ganime (Novo) para o orçamento 2021, realizado em parceria com o deputado estadual Alexandre Freitas e voltado para seleção de projetos a serem contemplados com emendas individuais ao Orçamento 2020/2021. 

Mais uma na pista

Monica Cunha - Divulgação
A ativista negra Monica Cunha é a surpresa que o PSOL prepara para disputar a Câmara dos Vereadores do Rio. Liderança do movimento de mães que tiveram seus filhos assassinados, ela acumula apoio de uma dezena de mandatários do partido e se consolidou como uma das candidaturas de maior aposta por parte de diversos setores do partido de Marielle Franco. 

Oportunidade para psicólogos

Foi aprovado o projeto na Câmara de Vereadores que dispõe sobre a inclusão de psicólogo escolar/educacional na equipe técnica pedagógica das coordenadorias regionais de educação. A iniciativa partiu dos vereadores Marcelino D'Almeida, Carlos Eduardo, Célio Lupparelli, Leonel Brizola e outros. 

Atendimento gratuito

A Defensoria vai lançar um aplicativo por meio do qual a população poderá obter orientações jurídicas básicas, agendar atendimento e consultar o andamento de seus processos. Para isso, foi firmada parceria com o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio, entidade sem fins lucrativos que reúne especialistas em tecnologia e dará consultoria gratuitamente. 

PICADINHO

Já está funcionando, no Centro de Cidadania LGBT de Duque de Caxias, a Escola de Divines, oficina de moda sustentável com aulas de desenho, corte e costura, bordado, estampas e acessórios que trabalha com o reaproveitamento de roupas para a confecção de novas peças.
Hospital Popular de Medicina Veterinária vai inaugurar nova unidade, em Botafogo, no dia 31 de agosto, às 16h. Expectativa é realizar, já no primeiro mês de funcionamento, 1,4 mil atendimentos.

A Coderte está intensificando o combate à Covid-19 em seus Terminais Rodoviários em todo o estado do Rio. A Unidade de Cabo Frio já passou por desinfecção de suas instalações, além de receber totens com álcool em gel e lavatórios móveis. 

Comentários