Por O Dia

Rio - Morreu, nesta segunda-feira, Aldney Peixoto, 83 anos, ex-subsecretário de Administração Penitenciária e também ex-corregedor da Corregedoria Geral Unificada. Ele enfrentava um câncer e estava internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo. Aldney será cremado hoje no cemitério Memorial do Carmo, no Caju.

"É uma perda lamentável para o mundo jurídico. "Ele era membro do Ministério Público. Contribuiu para o aperfeiçoamento da instituição, para a polícia e unidades prisionais", afirmou o procurador aposentado Astério Pereira dos Santos, ex-secretário de Administração Penitenciária.

Para a procuradora de Justiça Celma Alves, a morte de Aldney é uma perda lamentável. "Era um ótimo colega profissional", declarou. Aldney a substituiu na Corregedoria Geral Unificada, em 2002

 

Você pode gostar