Rogério 157 foi preso em dezembro de 2017 - Andre Melo / AGÊNCIA TEMPO/ ESTADÃO CONTEÚDO
Rogério 157 foi preso em dezembro de 2017Andre Melo / AGÊNCIA TEMPO/ ESTADÃO CONTEÚDO
Por ADRIANA CRUZ

Rio - Ex-chefão do tráfico de drogas da Rocinha, Rogério Avelino da Silva, o Rogerinho 157, acaba de ser condenado a 32 anos de prisão por tráfico, associação ao tráfico e corrupção ativa. No mesmo processo, José Carlos Souza Silva, o Gênio, que está foragido, foi punido com seis anos e oito meses de detenção. A sentença é da juíza da 40ª Vara Criminal, Alessandra Bilac.

Rogério 157 foi preso na comunidade do Arará, Zona Norte da Cidade, em dezembro do ano passado. À época, era o bandido mais procurado do Rio com recompensa estipulada em R$ 50 mil. Em setembro, foi o responsável pelo início de uma guerra sangrenta na Rocinha. Atualmente, o criminoso está na penitenciária federal de Porto Velho, em Rondônia.

Você pode gostar