Claudio Mello Tavares, corregedor-geral da Justiça - Amaerj
Claudio Mello Tavares, corregedor-geral da JustiçaAmaerj
Por ADRIANA CRUZ

Rio - Candidato à presidência do TJ, o corregedor-geral Claudio Mello Tavares, avisou aos 180 desembargadores que reforçará a mão de obra nos gabinetes. Alegou que transformará cargos, com direito a gratificação, por causa do aumento na demanda.

A notícia deixou em polvorosa os juízes que reivindicam seu quinhão. Tavares alega que não haverá impacto no orçamento. Lembra que há dois anos, os juízes receberam 790 servidores e que também tem projetos para o primeiro grau. Mas as más línguas não poupam. Afinal, só desembargadores votam.

Você pode gostar
Comentários