Wesley Safadão e a atual mulher, Thyane Dantas - Onofre Veras / Agência O Dia
Wesley Safadão e a atual mulher, Thyane DantasOnofre Veras / Agência O Dia
Por O Dia

Este colunista esteve neste último fim de semana em Fortaleza e teve acesso a um processo que corre em segredo de Justiça na 7ª Vara Criminal do fórum da capital cearense. A ação é movida por Wesley Safadão e sua mulher, Thyane Dantas, contra mais de uma centena de haters. Esta é a maior ação judicial que se tem notícia no Brasil de uma celebridade contra essas pessoas que usam a internet para atacar outras com mensagens de ódio.

O processo começou no fim do ano passado mas ganhou força depois que a mãe de Safadão, dona Bill, resolveu tomar à frente das investigações. Dona Bill gastou mais de R$ 500 mil contratando uma empresa para descobrir o IP, que é uma especie de identidade dos computadores e celulares de onde partiram os ataques. Com a identificação dos autores dos ataques, ela mesma foi ao encontro de dezenas de haters. Dona Bill chegou a propor a diversas pessoas que entregassem seus celulares para a polícia em troca de redução da pena. Com os celulares em mão, a polícia descobriu muito mais gente, que passava informações privilegiadas da família de Safadão e estimulava os haters a postarem mais e mais ataques. São conversas de WhatsApp, áudios, e-mails... tudo foi registrado em cartório por dona Bill. E tem gente famosa envolvida. A surpresa veio aí!

O advogado de Safadão, em meio a tantas quebras de sigilo, descobriu que cantores e empresários famosos estavam entre os que incitavam o ódio. Além disso, blogueiras e influenciadores digitais prestaram depoimento na polícia mas todos negaram qualquer tipo de envolvimento com os ataques sofridos pela família de Safadão. Porém, de acordo com as investigações, que se encontra em fase conclusiva, a grande maioria dos ouvidos são diretamente ligados a esses ataques.

A grande maioria das contas do Instagram que fizeram tais ataques já foram desativadas ao longo da investigação. Os ataques, por sua vez, diminuíram consideravelmente. Mas a família de Safadão quer levar o processo até o fim. É isso deve acontecer ainda este ano. Os envolvidos podem ser indiciados nos crimes de falsidade ideológica, injúria, difamação, ameaça e formação de quadrilha. Wesley Safadão quer, a qualquer custo, mostrar ao Brasil que a internet não é uma terra sem lei.

Você pode gostar