"Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria", disse Leandro Vieira, na comemoração da vitória da Mangueira na quadra ontem - Alexandre Brum
"Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria", disse Leandro Vieira, na comemoração da vitória da Mangueira na quadra ontemAlexandre Brum
Por O Dia

Carnavalesco da Mangueira, campeã de 2019, Leandro Vieira vem sendo bastante assediado nos últimos dias. A Portela é uma das mais interessadas em contrata-lo. Este colunista conversou com o grande nome do Carnaval deste ano, que admitiu viver um momento de incerteza: “Sou muito leal à Mangueira e principalmente à liberdade que eu tenho na escola. Mas estamos às vésperas da eleição e até agora não há nenhum candidato. Preciso ter a certeza de que vou poder continuar tendo a liberdade de me expressar”. Leandro acredita que na próxima semana a Mangueira já tenha um candidato. 

Questionei Leandro sobre seu salário na Mangueira, considerado bem abaixo do valor recebido por outros carnavalescos. “Sei que ganho bem menos que outros carnavalescos, mas dinheiro não é tudo. Preciso de liberdade nessa fase onde estou construindo o artista que serei. E a minha liberdade custa bem caro, e está embutida no meu salário. É um preço alto que a escola que quiser me contratar tem que me pagar.”

Você pode gostar
Coment√°rios