Pandemia faz brasileiro ter nova relação com a casa

Grau de insatisfação com o lar aumentou durante o isolamento social

Por Cristiane Campos

Para 41% dos brasileiros, é importante manter a cozinha como ponto de encontro para momentos em família
Para 41% dos brasileiros, é importante manter a cozinha como ponto de encontro para momentos em família -
A pandemia trouxe várias mudanças de comportamento e, com o isolamento social, a percepção do lar também mudou. Espaços como home office, cozinha, varanda e academia passaram a chamar ainda mais atenção. Levantamento da Hibou, instituto de pesquisa e monitoramento de mercado, traz informações interessantes mostrando que a relação do brasileiro com a sua casa está bem diferente. Isso porque o grau de insatisfação com o lar cresceu após o isolamento: 49% dos entrevistados estão menos satisfeitos com o local onde vivem, e ainda enfrentam aumento com a preocupação em condomínios onde há áreas comuns. Já 40% acreditam que o uso desses espaços vai cair, pois as pessoas vão tentar levar suas atividades para dentro de casa. E 83% disseram que os condomínios precisarão limpar e higienizar as áreas comuns com mais frequência.

Estando mais tempo em casa, 57% dos brasileiros redescobriram a sala de estar e 36% o próprio home office. "Espaços confortáveis hoje estão no topo do desejo dos brasileiros para suas casas", diz Ligia Mello, sócia da Hibou e coordenadora da pesquisa. Segundo ela, o home office ganha lugar de destaque, já que 57% pretendem continuar trabalhando de casa. Nesse ritmo, 59% acham que é melhor manter esse ambiente de trabalho mesmo quando puderem voltar para as empresas. O estudo aponta ainda que 61% considerariam ter um escritório dentro do condomínio onde moram, evitando assim deslocamentos desnecessários. O instituto Hibou fez 1.537 entrevistas em todo o Brasil (55% mulheres e 45% homens das classes A, B e C em setembro).

Cozinha, internet e área de serviço maior

A pesquisa apontou ainda que os futuros lares deve levar em conta os novos hábitos de higiene com alimentos. Dos entrevistados, 81% concordam que a área de serviço precisa ser maior para os devidos cuidados com os alimentos que chegam da rua e 66% hoje não têm espaço suficiente para guardar produtos de limpeza. Cozinha integrada com a sala continua interessando, pois 45% acreditam que isso favorece um ambiente único para toda a família, mas 78% consideram que ela merece um olhar especial para ventilação e exaustão. Para se ter ideia, 44% dos entrevistados querem continuar acompanhando lives na internet. Essa ferramenta, aliás, é prioridade nos planos dos brasileiros: 41% gostariam que os imóveis já viessem com fornecimento de internet de alta capacidade e 30% acreditam que eletrodomésticos integrados já são um caminho sem volta.

Academia, kit higiene e área de entrega

Dos espaços de lazer, a academia é a preferida dos brasileiros para continuar ativa após o isolamento social, com 71% dos entrevistados querendo usar. Apenas 41% acham que o playground deve continuar a ser usado e 27% ainda pensam em utilizar a lavanderia coletiva. Álcool em gel à disposição dos moradores lidera a lista de necessidades de quem vive em condomínios: 81% querem o kit higiene em todos os espaços e 58% acham que é preciso melhorar a higiene e proteção na área de recebimento de entregas.

Comentários