A solicitação do pagamento parcial da prestação pode ser feita pelo aplicativo Habitação Caixa - Marcelo Camargo/Agência Brasil
A solicitação do pagamento parcial da prestação pode ser feita pelo aplicativo Habitação CaixaMarcelo Camargo/Agência Brasil
Por Cristiane Campos
Publicado 16/10/2020 19:07 | Atualizado 19/10/2020 11:10
Quem estiver precisando de ajuda para arcar com o pagamento da prestação da casa própria ou até mesmo com o contrato em atraso neste ano atípico que estamos vivendo, vai poder contar com mais um benefício oferecido pela Caixa, que é poder pagar parcialmente o valor da parcela mensal. O interessado poderá optar pelo pagamento de 75% do valor integral da parcela, por seis meses, ou 50% do valor, por um período de três meses. Segundo a Caixa, o valor não pago durante a vigência da negociação pelo pagamento parcial, de acordo com o percentual escolhido, será incorporado ao saldo devedor do contrato e diluído no prazo remanescente, ou seja, o valor da prestação poderá subir um pouquinho. O contrato não está isento da incidência de juros remuneratórios, seguros e taxas. Vale lembrar que o percentual de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem alteração.



A instituição também ressalta que a nova medida não se trata de pausa emergencial nas prestações do empréstimo habitacional, possibilidade que foi ofertada pelo banco durante seis meses, e que encerrou no último dia 29 de setembro. Também não quer dizer desconto ou redução da prestação, mas sim uma possibilidade de pagamento parcial por período definido. De acordo com a instituição, é uma forma de as famílias se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal.

Para solicitar a alternativa de pagamento parcial, basta acessar o aplicativo Habitação Caixa, disponível para os sistemas operacionais Android e IOS. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente. Para contratos em atraso, há também a opção de atendimento pelo WhatsApp – 0800 726 0104, opção 3. Essa iniciativa faz parte do pacote de medidas anunciadas pela Caixa, no dia 14, quando atingiu a marca histórica de R$ 500 bilhões de carteira de crédito imobiliário, garantindo 69% de participação deste mercado.
Valor do aluguel registra leve queda em setembro
Publicidade
O preço médio para alugar um imóvel de dois quartos, considerado padrão no Rio, foi de R$ 1.797 em setembro. O valor apresentou uma leve queda (0,6%) se comparado ao mês anterior, quando o preço da locação mensal era de R$ 1.807. A variação acumulada no ano, no entanto, é positiva, com alta de 3,8%. Se comparado os últimos 12 meses, o aumento foi de 3,3%. O levantamento foi feito pelo Imovelweb, que também verificou que nos últimos 12 meses os bairros que mais se valorizaram foram Pechincha (R$ 1.311/mês), Grajaú (R$ 1.420/mês) e Quintino Bocaiúva (R$ 1.137/mês), com crescimento no valor médio de locação de 16,6%, 16,4% e 16,1% respectivamente. Já os bairros com maiores desvalorizações foram Todos os Santos (R$ 1.184/mês), cujo preço caiu 18,8%; Lapa (R$ 2.219/mês), com -15,8%; e Senador Vasconcelos (R$ 786), com diminuição de 15,6% no valor do aluguel.