Ágatha festeja o topo nas areias ao lado de Duda

Dupla formada há um ano e meio conquistou o World Finals e ainda o título do Circuito Mundial do vôlei de praia

Por O Dia

Ágatha e Duda foram campeãs do World Finals, que reuniu as melhores duplas da temporada, em Hamburgo, na Alemanha
Ágatha e Duda foram campeãs do World Finals, que reuniu as melhores duplas da temporada, em Hamburgo, na Alemanha -

Juntas há um ano e meio, Ágatha e Duda festejam o auge da dupla nas areias, com o ouro do World Finals, que reuniu somente as melhores parcerias da temporada, em Hamburgo, na Alemanha, e ainda a confirmação do título do Circuito Mundial, que soma pontos de todos os torneios realizados no ano. Mas Ágatha, de 35 anos, vice-campeã olímpica na Rio-2016, conta que o caminho até aqui não foi simples.

"Quando a gente montou o time, tínhamos noção do nosso potencial, mas não das dificuldades que iríamos passar como time, cada uma com sua particularidade", conta a veterana. "A Duda sabia que queria jogar comigo, mas não o quanto seria difícil ficar longe da família (ela se mudou de Sergipe para o Rio). Só vivendo teve essa noção. Eu não tinha noção das dificuldades de diferença de idade. São 15 anos de diferença. Fui sentindo no dia a dia, o quanto sou uma irmã mais mais velha para ela, tanto dentro quanto fora quadra", comenta Ágatha.

Duda, com 20 anos recém-completados em agosto, tornou-se a atleta mais jovem a vencer o tour do vôlei de praia. "Quando a gente se uniu, eu falei para ela: 'Se você puder bater todos os seus recordes do meu lado, vou ficar muito feliz'. Eu vou ficar marcada na vida dela como a primeira atleta que viveu ao lado dela um ciclo olímpico. Ela tem um futuro lindo pela frente", aposta Ágatha.

Juntas, elas vivem o sonho de competir em Tóquio-2020: "Desde o primeiro dia que esse time foi formado nosso objetivo foi pensando em Tóquio. Temos que conquistar a vaga primeiro. Mas é claro que o que a gente viveu até agora é muito importante", comenta Ágatha. Ela e Duda disputaram 10 torneios no Circuito Mundial 2018, tendo conquistado um ouro (Itapema, Brasil), uma prata (Moscou, Rússia) e um bronze (Varsóvia, Polônia), além de outras duas semifinais.