Retorno festejado

Após ficar sem defender a Seleção em 2018, ponteiro diz que chega em boa fase para ajudar a equipe brasileira e lembra longo período afastado das quadras por conta de cirurgia

Por O Dia

O ponteiro Lucarelli, da seleção brasileira de vôlei
O ponteiro Lucarelli, da seleção brasileira de vôlei -

Fominha por bola, o campeão olímpico Lucarelli sofreu ao ficar oito meses sem jogar, entre 2017 e 2018, por conta de uma cirurgia no Tendão de Aquiles. Mas voltou em grande estilo e foi fundamental na conquista da Superliga pelo EMS-Taubaté-Funvic. Após ficar fora da Seleção em 2018, Lucarelli festeja a volta ao time nacional neste ano e, a partir desta sexta-feira, defende o Brasil na Liga das Nações: a estreia será às 12h30 (de Brasília), diante dos EUA, em Katowice, na Polônia.

"Fiquei muito feliz. Eu e a minha família esperávamos muito por essa volta. Sabia que seria um processo longo, teria que jogar bem pelo clube para merecer uma convocação e foi um ano muito proveitoso em Taubaté. Eu me sinto bem fisicamente", conta Lucarelli, destacando o Pré-Olímpico como o principal objetivo do ano.

O ponteiro diz que se apoiou na família e na equipe médica do clube até conquistar a Superliga: "Desde que eu me entendo por gente e comecei no vôlei, sempre fui muito fominha, sempre estive o tempo todo treinando e jogando. Então, ficar de fora das viagens, das competições, e não poder fazer o que eu mais gosto foi muito difícil".

MENINAS VENCEM A BULGÁRIA

A Seleção feminina venceu a Bulgária por 3 sets 0 (25/18, 25/23 e 25/18), na quinta-feira, pela segunda semana da Liga das Nações, na Holanda.

 

Comentários