Contas de 2017 de Crivella irão ao plenário do TCM nesta quinta-feira

Se o parecer do Tribunal for negativo, Câmara dos Vereadores não terá clima para aprovar as contas; rejeição pelo Legislativo enseja impeachment do prefeito

Por PALOMA SAVEDRA

Convocação para a sessão no TCM-RJ saiu no DO desta terça-feira
Convocação para a sessão no TCM-RJ saiu no DO desta terça-feira -

Rio - A prestação de contas de 2017 do governo Crivella será apreciada pelo Tribunal de Contas do Município (TCM-RJ) em meio à crise que se instalou na prefeitura. Saiu no Diário Oficial de terça-feira a convocação pelo TCM-RJ da sessão para as 11h desta quinta-feira, dia 12.

Os dados mostram que o município encerrou 2017 com um déficit de R$ 1,4 bilhão. Já os gastos com pessoal não estouraram o limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Essas despesas consumiram 56,29% da receita corrente líquida do Município do Rio, sendo que o teto é de 60%.

E especificamente o Poder Executivo gastou 52,88% da receita, sendo 54% o máximo permitido. Por outro lado, significa que a prefeitura já passou o sinal amarelo.

Palavra final é da Câmara Municipal

Após a análise, o TCM-RJ dará o seu parecer — favorável ou recomendando ao Legislativo a rejeição das contas. A palavra final será da Câmara dos Vereadores. Se a Casa reprová-las, é mais um fator que pode levar ao impeachment do prefeito Marcelo Crivella. Nos bastidores, diz-se que, em caso de uma negativa pelo tribunal, não haveria ambiente para os vereadores aliviarem o governo.

Últimas de Servidor