Prefeitura do Rio mantém quinto dia útil como prazo para pagar salários

Calendário de pagamentos dos salários até o fim do ano sairá nesta sexta-feira no DO

Por PALOMA SAVEDRA

-

Rio - A Prefeitura do Rio bateu o martelo: o quinto dia útil será mantido como o prazo para o depósito dos salários do funcionalismo até o fim do ano. O decreto com o calendário de pagamentos (dos vencimentos de julho ao mês de dezembro - a ser quitado em janeiro de 2019), assinado pelo prefeito Marcelo Crivella, será publicado hoje no Diário Oficial, garantem integrantes do Executivo.

Desde o início deste ano que os cerca de 160 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas do Município do Rio recebem os salários até o quinto dia útil do mês seguinte ao trabalhado. O cronograma foi estabelecido pelo governo em decreto editado em dezembro de 2017, que alterou as datas dos depósitos. Antes disso, o pagamento do funcionalismo ocorria até o segundo dia útil do mês.

À época, o governo alegou que a mudança tinha como objetivo "otimizar a gestão do caixa municipal". Afirmou ainda que, com as novas datas, o calendário das maiores despesas estaria compatibilizado com o das maiores receitas municipais. Após a alteração do calendário, a prefeitura chegou a antecipar alguns salários, quando - segundo o governo - havia recursos suficientes em caixa.

Categorias reivindicam o 2º dia útil

Já as categorias reclamam das alterações e pedem a retomada das datas antigas de depósitos. Esse, inclusive, é um dos itens da pauta que o Movimento Unificado dos Servidores Municipais (Mudspm) quer negociar com o Executivo.

Capacitação de gestores no município

Começa hoje o Programa de Desenvolvimento Gerencial dos Gestores no Município do Rio. E 210 gestores da Comlurb são os primeiros alunos da ação de capacitação de liderança. De acordo com as informações, o projeto prevê a qualificação de 10 mil servidores até o fim da gestão da prefeitura, em 2020. A iniciativa abrange gerentes, coordenadores e até diretores.

 

Quatro módulos

O curso tem o total de 120 horas. Serão quatro módulos definidos para reforçar a atuação em áreas como organização, liderança, gestão e estratégia para turmas de 30 profissionais. A estimativa é de que estejam todos capacitados em pouco mais de um ano. O projeto foi elaborado pela Fundação João Goulart, vinculada à Subsecretaria de Serviços Compartilhados.

 

Mais qualidade

O objetivo é que, ao fim do programa, os mais de 200 gestores coloquem em prática ideias com foco na melhoria da qualidade do serviço público no Rio. Eles serão reunidos para, juntos, alinharem os mais de 50 projetos que farão em sala de aula para serem executados em toda cidade. O curso vai abranger servidores municipais de diversas secretarias.

 

Conselho Fiscal do Previ-Rio

Além da eleição de representantes de servidores para o seu Conselho de Administração, o Previ-Rio abre, no próximo dia 23, inscrições para um representante do funcionalismo na composição do Conselho Fiscal do instituto. O órgão é formado por três membros titulares e três suplentes, nomeados pelo prefeito, entre funcionários comissionados e estáveis.

'ValoraSeg' em mais uma cidade

A Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção (SSEVP) da Secretaria Estadual de Segurança iniciou essa semana mais um projeto piloto do aplicativo de celular 'ValoraSeg'. Desta vez, em Magé, na Região Metropolitana do Rio. É o segundo lançamento do app fora da capital - o primeiro foi em Petrópolis, no mês passado. A ferramenta vai padronizar o atendimento às vítimas de crimes contra grupos de vulneráveis.

 

Mobilização federal

Algumas categorias do funcionalismo público federal se mobilizam para pressionar o governo e o Parlamento, em Brasília, para que consigam reajustes em seus vencimentos a partir do próximo ano. O movimento ganhou força após o Congresso Nacional derrubar, em votação do último dia 12 deste mês, um artigo do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 que vetava as correções salariais.

 

Comentários

Últimas de Servidor