CPI para apurar assédio moral a professores é instalada na Câmara do Rio

Por PALOMA SAVEDRA

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Câmara Municipal do Rio de Janeiro -

A Câmara Municipal do Rio instala, nesta quarta-feira, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de assédio moral a professores da Secretaria de Educação. A CPI foi proposta pelo vereador Renato Cinco (Psol) após alguns casos virem à tona — durante a gestão do ex-secretário da pasta, César Benjamin, segundo o parlamentar.

Na reunião, que ocorrerá às 13h na sala das comissões, serão definidos o presidente — há possibilidade de ser o psolista — e o relator. Além de Cinco, vão compor a CPI os vereadores Marcelino D'Almeida (PP), Jones Moura (PSD), Junior da Lucinha (MDB) e Célio Lupparelli (DEM).

"O assédio moral vem sendo denunciado pelos servidores da Educação e, independente da saída do secretário, há outras pessoas envolvidas. E além dos casos trazidos para a abertura da CPI, o objetivo é abrir espaço para novos depoimentos mesmo sabendo da dificuldade de se comprovar esse tipo de denúncia'", disse Cinco.

 

Últimas de Servidor