Por O Dia

O funcionalismo federal terá até 29 de março de 2019 para optar em migrar para o Regime de Previdência Complementar (RPC) estabelecido pela Lei 12.618, de abril de 2012. O novo prazo foi divulgado pela União na segunda-feira e será estabelecido por medida provisória nesta quarta-feira.

Com a mudança de regime previdenciário de servidores, o Ministério do Planejamento estima uma economia de R$ 60 milhões de 2018 até 2020. A pasta informou ainda que o governo ficará responsável pelo pagamento dos benefícios até o teto estabelecido para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Mais de 12 mil servidores federais já fizeram a migração, sendo que 50% deles aderiram na última semana do prazo anterior, que acabou em 29 de julho deste ano.

 

Você pode gostar
Comentários