Propostas buscam cobrir déficit de pessoal na Segurança, Saúde e Educação

Por PALOMA SAVEDRA

02/02/2019 - Deputado Andre Ceciliano, do PT (Partido dos Trabalhadores) e eleito presidente da ALERJ para mandato de dois anos. Na imagem, deputado carlos Minc presidindo a sessao..Foto de Alexandre Brum / Agencia O Dia - CIDADE PRESIDENCIA ANDRE CECILIANO PT PARTIDO TRABALHADORES  ELEICAO  2018 2019 POSSE DEPUTADOS ESTADO ESTADUAIS ASSEMBLEIA LEGISLATIVA RIO DE JANEIRO ALERJ MANDATO GESTAO.
02/02/2019 - Deputado Andre Ceciliano, do PT (Partido dos Trabalhadores) e eleito presidente da ALERJ para mandato de dois anos. Na imagem, deputado carlos Minc presidindo a sessao..Foto de Alexandre Brum / Agencia O Dia - CIDADE PRESIDENCIA ANDRE CECILIANO PT PARTIDO TRABALHADORES ELEICAO 2018 2019 POSSE DEPUTADOS ESTADO ESTADUAIS ASSEMBLEIA LEGISLATIVA RIO DE JANEIRO ALERJ MANDATO GESTAO. -

A necessidade de reforço de pessoal na Segurança Pública do Rio, bem como em outras pastas, inspirou propostas na Alerj que preveem medidas para tapar esses buracos.

Projeto da deputada Alana Passos (PSL) permite o retorno de policiais civis aposentados à atividade, mas em serviços administrativos. A ideia é que sejam inicialmente 300 vagas para o prazo de três anos (com renovação no máximo por igual período). Boas condições de saúde e não ter sofrido punição quando na ativa são alguns requisitos. 

Ela sugere ainda o critério para a classificação dos inscritos dentro do número de 300 vagas: policiais que tiverem menor tempo de aposentadoria e dispor de menor idade.

Saúde e Educação também

Já Martha Rocha (PDT) quer garantir a convocação de aprovados em concursos na Saúde, Segurança e Educação sempre que houver vacância do cargo.

A chamada de concursados nessas áreas para funções que estão vagas (por aposentadoria e morte) é prevista pelo Plano de Recuperação Fiscal, mas o projeto busca acelerar a reposição desses cargos — para que seja de imediato.

Comentários