Bolsonaro afirma que servidor poderá ficar sem salário se reforma não passar

Presidente adotou o mesmo discurso do ministro Paulo Guedes

Por O Dia

Jair Bolsonaro disse ontem, em evento em Goiás, que, sem a reforma, faltará dinheiro para pagar servidores
Jair Bolsonaro disse ontem, em evento em Goiás, que, sem a reforma, faltará dinheiro para pagar servidores -
Durante evento em Aragarças (Goiás), o presidente Jair Bolsonaro defendeu a Reforma da Previdência e disse que, sem a medida, o funcionalismo público poderá ficar sem salário. Segundo Bolsonaro, a proposta interessa a todo o país, "até para o servidor".
"Se não reformar, vai faltar dinheiro para pagar o servidor lá na frente. De maneira que nós precisamos mostrar para o mundo lá fora e para os investidores aqui de dentro que nós estamos fazendo o dever de casa. O Brasil não pode continuar gastando mais do que arrecada", disse. "Acreditamos nós que, com a reforma aprovada basicamente como foi apresentada, investimentos virão e nós podemos decolar na economia".


Bolsonaro participou do lançamento do programa 'Juntos pelo Araguaia', em Aragarças, no Goiás, que prevê a revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Araguaia.

Também estiveram no evento os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM). Eles aproveitaram para defender a permanência dos entes na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6.

"Gente, pelo amor de Deus, não deixem os estados e municípios fora dessa reforma. Daqui uns anos nós vamos estar trabalhando apenas e exclusivamente para pagar nossos aposentados", pediu o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes. 
Com informações da Agência Estadão Conteúdo

Comentários