Rio estuda forma de prorrogar recuperação fiscal sem aval do Ministério da Economia

Por PALOMA SAVEDRA

Audiência foi presidida por Renan Ferreirinha (PSB)
Audiência foi presidida por Renan Ferreirinha (PSB) -
Rio - Em meio ao clima de disputa política entre o governador Wilson Witzel e o presidente Jair Bolsonaro, a equipe econômica do Estado do Rio estuda forma de prorrogar o Regime de Recuperação Fiscal sem o aval da União. Foi o que sinalizou nesta terça-feira o subsecretário de Estado de Política Fiscal do Rio, Leonardo Lobo.

A declaração de Lobo foi dada na segunda audiência pública da Frente De Monitoramento da Recuperação Fiscal, nesta terça-feira, na Alerj, presidida por Renan Ferreirinha (PSB).

Para defender essa ideia, o subsecretário alegou que a lei não é clara sobre a necessidade de o Ministério da Economia dar essa palavra final.

“O Conselho de Fiscalização não tem regulação para se ancorar. O Ministério da Economia não necessariamente precisa aprovar a prorrogação do plano, isso não está claro na lei. Estamos estudando formas jurídicas de entender se o aval do Ministério da Economia realmente é necessário para prorrogação do Regime de Recuperação Fiscal”, afirmou o subsecretário Leonardo Lobo.

Na reunião, além da renovação do regime fiscal, integrantes do governo defenderam o trabalho conjunto de todos os órgãos e Poderes do Estado para cortar gastos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários