Vigilância Sanitária do Rio realiza capacitação virtual de 29 médicos-veterinários

Curso foi concluído pela internet em decorrência da pandemia do novo coronavírus

Por O Dia

Renata Scarlato participa das aulas em extensa carga horária
Renata Scarlato participa das aulas em extensa carga horária -
Com as medidas emergenciais adotadas pela Prefeitura do Rio para o combate ao novo coronavírus, a maioria dos serviços públicos foi reduzida ou suspensa. Um deles é o programa de capacitação profissional da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, pasta da Secretaria Municipal de Saúde que cancelou os cursos para o público externo, mas manteve o direcionado aos novos 29 médicos-veterinários concursados.

Empossados em 10 de março, eles iniciaram a qualificação no dia seguinte, 11, exatamente na data em que o Brasil anunciou a pandemia do novo vírus. As aulas seguiram até o dia 17, quando os cursos foram interrompidos.
Para não comprometer a capacitação desses novos servidores, a Superintendência de Educação da Vigilância iniciou o projeto de videoaulas, transformando o curso presencial em on-line.

"Não tínhamos como adiar esta capacitação. Esses profissionais são fundamentais para iniciarmos a inspeção agropecuária, competência instituída à Vigilância pelo Código Sanitário implantado ano passado. Esta turma está justamente sendo preparada para atuar como o corpo técnico desse novo serviço, com todos esses servidores já lotados no recém-criado Núcleo de Agricultura Pecuária e Abastecimento (Nagro)", declarou o superintendente de Educação da Vigilância, médico-veterinário Flávio Graça.
Graça ressaltou que, com as aulas on-line, o curso será concluído no prazo inicial, na primeira quinzena de maio.

Renata Scarlato faz parte da turma dos novos médicos-veterinários. Ela cumpre o isolamento em casa em meio à extensa carga horária do curso: aulas de segunda à sexta, das 9h às 18h.
"As primeiras aulas on-line foram por vídeos no canal de Youtube da Vigilância, com acesso por senha exclusiva. Mas logo mudou para uma plataforma de videoconferências, com recursos que nos permitem interagir e tirar dúvidas", contou Renata.

Comentários