Governador Wilson Witzel se reuniu hoje com parlamentares federais e estaduais para tratar do tema - Divulgação
Governador Wilson Witzel se reuniu hoje com parlamentares federais e estaduais para tratar do temaDivulgação
Por O Dia
Rio - O governo estadual vai abrir 3.200 vagas no Curso de Aperfeiçoamento de Sargento (CAS) para policiais militares que estavam com as promoções atrasadas. O governador Wilson Witzel (PSC) anunciou a medida nesta quarta-feira (22), após articulações de políticos ligados à categoria, como o deputado federal Sargento Gurgel (PSL), e os estaduais Renato Zaca (SDD) e Bruno Dauaire (PSC). O decreto deve ser publicado nos próximos dias.
Segundo Witzel, o curso será à distância e a grade curricular será revista. "Vou olhar o conteúdo porque não pode ser só Direito, para alimentar a indústria de cursinho. Sargento tem que ter conhecimento de liderança", adiantou o governador.
Publicidade
Coordenador da bancada do Rio no Congresso Nacional, o deputado Sargento Gurgel (PSL) disse que cerca de 12 mil sargentos estão prejudicados atualmente por não serem abertas turmas desde 2015.
"Um número expressivo de policiais militares almeja essa regularização curricular para que possam ver a carreira fluir e avançarem na realização profissional. É reconhecimento ao valoroso trabalho da instituição Polícia Militar que não mede esforços para servir e proteger", afirmou Gurgel.
Publicidade
Sargento da reserva da PM, Renato Zaca (SDD) elogiou "a disposição do governador em corrigir a injustiça". "O curso vai dar o que é de direito aos amigos que estão trabalhando na rua e tem condições de ganhar a promoção. O policial não quer a graduação de graça, ele quer ter a chance de se aperfeiçoar para ser promovido", declarou.
Líder do PSC na Alerj, Bruno Dauaire reforçou que a abertura das vagas é a vitória para os PMs: "Ter o curso é um anseio antigo da tropa, que se dedica diariamente e merece ter condições de crescer dentro da corporação".