Câmara do Rio
Câmara do RioDivulgação
Por PALOMA SAVEDRA
Está mantida para esta quinta-feira, a princípio, a sessão na Câmara de Vereadores do Rio para discussão e primeira votação da reforma previdenciária do governo Paes. O caso envolvendo o vereador Dr Jairinho (Solidariedade) está tomando as atenções da Casa e alguns parlamentares pedirão no plenário para que a análise do projeto seja adiada.
O texto afeta os servidores públicos municipais ativos, aposentados e pensionistas, e é considerado polêmico. A proposta aumenta de 11% para 14% a alíquota de contribuição previdenciária do funcionalismo carioca.
Publicidade
Se for votado hoje em primeira discussão, o PL 61 volta ao plenário na próxima semana em segunda discussão.
Pela manhã, as audiências ocorreram normalmente como a que tratou do BRT com a presença do secretário de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo, da secretária de Transportes, Maína Celidonio, e da interventora do sistema, Cláudia Cecin.