Fitch rebaixa perspectiva da dívida dos EUA para "negativa

A economia mundial está em alerta com descontrole da sua grande potência

Por O Dia

Donald Trump usa máscara pela primeira vez em público
Donald Trump usa máscara pela primeira vez em público -
A queda do PIB em mais de 32% , uma reação tímida contra a pandemia que se agiganta nos Estados Unidos , agora repercute na classificação de sua dívida junto agências  de crédito internacionais.



A agência internacional Fitch revisou na sexta-feira as perspectivas da dívida para os EUA de "estável" para "negativo", mas manteve o rating de crédito americano em seu nível máximo (AAA). "A Fitch acredita que a tolerância da dívida americana é maior do que a de outros soberanos 'AAA'", afirmou a agência.


"A perspectiva foi revisada para negativa para refletir a contínua deterioração das finanças públicas dos EUA e a ausência de um plano de consolidação fiscal credível", afirmou a Fitch em comunicado.


"Existe, sem dúvida, um risco crescente de que os legisladores dos EUA não consolide as finanças públicas o suficiente para estabilizar a dívida pública após o choque pandêmico", acrescentou.

A economia dos EUA foi afetada pela pandemia de coronavírus. Em particular, o déficit federal do país aumentou para este mês de junho em 863.000 milhões de dólares, número 107 vezes superior aos 8.000 milhões registrados no mesmo mês do ano passado


Comentários