CUIDADO COM A SAÚDE BUCAL

Por

A higiene bucal diária dos pets deve começar a partir dos 6 meses de idade
A higiene bucal diária dos pets deve começar a partir dos 6 meses de idade -

É verdade que precisamos escovar os dentes dos pets? Sim, é. Essa pergunta soa estranha para muita gente, que costumar dizer que isso é mais um mimo que os tutores dão aos seu animais. Não é, não. Ignorar a saúde bucal do seu bichinho pode trazer graves problemas para ele. O alerta é da veterinária da Mars Petcare Rebecka Tellini.

Além da perda dos dentes, a doença periodontal pode desencadear a migração de bactérias para rins, fígado e coração e, consequentemente, acarretar o surgimento de outras doenças.

E mais: a falta de escovação facilita a entrada de bactérias na corrente sanguínea e pode acarretar outras complicações à saúde do animal, afetando, inclusive, órgãos vitais ou as articulações.

A falta de escovação também propicia a formação do tártaro, que gera mau hálito e, consequente, incômodo nos tutores, o que muitas vezes se torna motivo para um distanciamento do animal e perda de conexão entre eles devido ao mau cheiro. Isso não pode, não é?!

E, assim como nós, os pets precisam escovar os dentes diariamente isso é necessário a partir dos 6 meses de idade. Porém, o hábito a este cuidado pode começar logo cedo, ainda nos primeiros meses de vida. Se o animal for acostumado desde filhote a escovar os dentes, ele irá se adaptar melhor a rotina da escovação. E, atenção: tanto gatos quanto cachorros devem escovar os dentes para evitar doenças.

Para os gatos, que são mais ariscos que os cães, Rebecka dá uma dica: antes de começar a escovar os dentes do bichano, é bom envolvê-los em uma toalha, de forma que as patinhas fiquem presas e ele não arranhe o tutor. Também vale fazer um pouco de carinho na cabeça e no queixo para que ele relaxe antes do procedimento.

A escovação evita a placa bacteriana mas, não sendo possível, ela pode ser feita três vezes por semana.

E o procedimento deve ser feito com produtos próprios para pets. Nos pet shops é possível encontrar escovas de dentes próprias para gatos e para cães. As escovas para humanos podem até ser utilizadas, porém as veterinárias têm a vantagem da ergonomia, pois são desenvolvidas conforme a anatomia oral dos pets.

Quanto ao creme dental, jamais o pet deve usar o do humano, pois ele contém flúor e outros componentes que são tóxicos para os animais. A pasta dental veterinária tem um sabor agradável para os pets e facilita a escovação, mas seu uso não é obrigatório, pois a fricção da escova já é suficiente para limpar os dentes.

Além da escovação regular, a higiene oral pode ser complementada com produtos específicos para essa finalidade.

Mas, se o seu pet já tem o tártaro, leve-o logo ao veterinário para uma avaliação oral e limpeza.

E sim, eles também sentem dor de dente e, quando isso acontece, pode dar remédio, mas sempre com a recomendação do veterinário.

E o mau hálito, que atinge 80% dos cães acima de 3 anos, é um sinal de que seu pet não está com a saúde bucal em dia, por isso, eles devem passar sempre por avaliações, principalmente se apresentarem algum dos quatro fatores de risco: ter mais de 3 anos de idade, ter tártaro, dentes mal posicionados, salivação excessiva, dificuldade de mastigar o alimento. Nos cães pequenos, por possuírem dentes proporcionalmente grandes se comparados ao reduzido tamanho e espaço de sua boca, têm predisposição ao acúmulo de placa bacteriana, o que favorece a formação de tártaro e, consequentemente, o mau hálito.

E, na fase idosa, os cuidados com a dentição dos pets devem ser readequados porque eles têm uma perda significativa de dentes, o que compromete a gengiva. Mas sempre com o acompanhamento do veterinário.

 

Comentários