MAM abriga mostra cinematográfica pelos 100 anos de Mazzaropi

Evento vai apresentar sete longas em película acompanhados por dois debates com especialistas convidados

Por daniela.lima

Rio - Nos dias 15 a 18 de agosto a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro abriga a mostra cinematográfica comemorativa 100 anos de Mazzaropi - o famoso Jeca Tatu. O evento percorrerá uma linha do tempo que imergirá o público em seu universo cômico através de 7 longas-metragens em película acompanhados por 2 debates com especialistas convidados. 

Museu de Arte Moderna do Rio abriga mostra cinematográfica pelos 100 anos de MazzaropiDivulgação


As sessões ocorrerão diariamente sempre em 2 horários e sem reprises, conforme a programação. Para os amantes do cinema serão exibidos em formato original os únicos 6 de 8 filmes que ainda restam em película, apesar de sua extensa e rara filmografia, além do longa “Tapete Vermelho”. Dirigido por Luiz Alberto Pereira este filme de 2006 é uma grande homenagem à Mazzaropi com Matheus Nachtergaele e Gorete Milagres no elenco. Na abertura, o ator Marcos Frota lembrará o grande artista.

Figura importante na história do cinema popular brasileiro, a linguagem cômica de Mazzaropi se mantém atual e alcança as novas gerações de artistas e público. Sua obra merece ser revista sob a ótica contemporânea pelas contribuições que deu tanto para a construção da identidade cultural nacional quanto para os novos meios de produção cinematográfica. No coração do imaginário brasileiro os personagens arquétipos interioranos criados por ele permanecem até hoje.

Museu de Arte Moderna do Rio - Cinemateca - Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo. Tel.: 3883-5600. Entrada franca.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia