Por adriano.araujo

Rio - Quando saiu de casa no início da tarde desta quarta-feira, Guti Fraga deixou o alto do Morro do Vidigal para ocupar o mais alto cargo da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Recém nomeado presidente da instituição, o criador do grupo ‘Nós do Morro’ destacou a necessidade de ampliação da arte popular, comemorando a liberação de novos editais voltados para área.

Em cerimônia que contou com a presença da ministra da Cultura, Marta Suplicy, o novo presidente assinou o edital de ocupação dos Centros de Artes e Esportes Unificados, que destinará R$ 3 milhões para projetos de arte em todo o país, ainda este ano. Até 2014, serão aprovados 80 projetos, entre oficinas de capacitação, mostras, debates ou qualquer outra forma de ocupação que contemple duas ou mais linguagens artísticas. Cada um receberá a quantia de R$ 100 mil por seis meses de atividades.

Guti Fraga discursa ao assumir o cargo na Funarte%2C ao lado de Marta SuplicyJoão Pedro Monteiro / Agência O DIA

Além disso, Marta Suplicy anunciou que vai liberar os editais Carequinha, Klauss Vianna e Artes na Rua, voltados para a democratização da arte e que estavam com verba limitada. Segundo a ministra, essa é a realidade de um terço do orçamento do Ministério da Cultura atualmente.

Mesmo assim, para o novo presidente, a notícia é motivo de alívio. “Queria ter certeza de que assumiria a presidência com uma estrutura básica e para isso era preciso retomar projetos como estes”, diz Fraga. Questionado sobre suas próximas metas na presidência, Guti declarou: “Temos que buscar parcerias com as secretarias de Cultura e, principalmente, pensar no povo. Não quero saber se os projetos têm apoios de partidos, quero colocar a arte em prática”.

Ao final da solenidade, a ministra comentou as supostas falhas na regulamentação do Programa de Cultura do Trabalhador, o vale-cultura. “Os pontos em aberto foram propositais, para que tivéssemos mais flexibilidade ao lidar com as empresas e o público”, disse. “Mas o programa certamente contemplará todas as formas de arte, como cinema, música, teatro, dança e literatura”, complementou.

Você pode gostar