Bia Willcox: Todos podem dizer eu te amo (no Facebook ou fora dele)

Na verdade, todos querem reconhecimento. Querem ser de alguma forma admirados

Por daniela.lima

Bia Willcox%3A Todos podem dizer eu te amo (no Facebook ou fora dele)Divulgação

Rio - Com o surgimento das redes sociais, alguns sentimentos, desejos e sintomas ficaram em evidência também. Entre eles, aquele das demonstrações públicas de carinho, paixão e afetos em geral.

Quem não gosta (especialmente no lado feminino) de uma homenagem em público num evento ou comemoração, de uma dedicatória em Facebook ou de qualquer outra forma de se sentir valorizado ou querido?

Muitos ficam felizes quando seus namorados ou namoradas assumem um relacionamento sério no Facebook ou quando aceitam em sua timeline um post com uma linda declaração de amor. Postar fotos do casal ou simplesmente do outro ou outra, com palavras incríveis de admiração e afeto e obviamente marcando a foto, fazem a alegria da grande maioria dos que usam as redes.

E eu vou além. Estendo a minha constatação ao mundo offline, especialmente quando se trata de mulheres.
Muitos acreditam que agradá-las é mantê-las desejadas, com a vida sexual em dia. Mas elas querem muito mais. Ou bem menos, depende do ponto de vista.

Mulher quer romance, elogio e sedução. Quer posts para ela no Facebook, quer carinho em público e sedução, em particular vinda de quem ela ama. Mulher quer tentativas de declarações originais, quer ser surpreendida com criatividade, quer beijo tanto quanto quer sexo (às vezes, até mais).

Mulher quer namorar com seu velho companheiro de guerra. Ela quer se sentir adolescente.
Se isso é fato como parece ser, vai se refletir obviamente no mundo online das redes.
Na verdade, todos querem reconhecimento. Querem ser de alguma forma admirados, seja por familiares, amigos, colegas de trabalho ou parceiros amorosos.

E se, em você, cabem afetos para dar e vender, não perca tempo, ligue o seu ‘sensibilizômetro’ para sacar se as pessoas que você gosta e admira se sentiriam feliz com suas demonstrações públicas de carinho e afeto, e manda bala!

Afinal, adaptando Woody Allen, todos podem dizer Eu te Amo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia