Chayanne quer fazer mais sucesso no Brasil após parcerias

Cantor lança álbum com participações de Paula Fernandes e Alexandre Pires

Por daniela.lima

Rio - Chayanne tem um quê de Ricky Martin, não dá pra negar. A mesma nacionalidade, a semelhança entre seus hits e um olhar sedutor podem até aproximar os dois cantores latinos, mas Chayanne garante que não é uma cópia e que cada um tem a sua personalidade própria. Sua beleza, quando colocada em questão, por exemplo, ele faz questão de abafar. “Depende de quem está olhando”, diverte-se Chayanne. “É claro que tudo isso ajuda, mas a energia que dedico aos meus trabalhos é que conta mais. Quando a gente faz alguma coisa com amor, com carinho, as pessoas sentem isso”, acrescenta. 

Porto-riquenho quer vir ao Brasil divulgar novo CD%2C ‘En Todo Estaré’Divulgação


O artista acaba de lançar seu novo álbum, ‘En Todo Estaré’, com participações de Alexandre Pires (na canção ‘Sua Respiração’) e Paula Fernandes (em ‘Humano em Marte’). A escolha de convidar os brasileiros é também uma tentativa de mostrar mais o seu trabalho no país. “O Brasil está sempre de braços abertos para a música. Mas é claro que essas parcerias ajudam a divulgar mais o trabalho da gente”, explica o cantor, que não poupou elogios ao pagodeiro e à cantora sertaneja.

“Alexandre tem muito êxito na América Latina, ele é um encanto de pessoa. Fiquei muito contente e agradecido de poder gravar uma canção com ele. Gosto muito do seu repertório. ‘Usted se me llevo la vida’ é um clássico. Sou um romântico, fanático pelo talento das pessoas e ele é um desses artistas que admiro muito.” Paula também soube conquistar Chayanne, que exaltou seu charme. “Ela é muito linda. Fiquei encantado por ela ter aceitado participar do meu disco”, completa ele.

Mesmo casado, o cantor sabe valorizar os atributos das mulheres brasileiras. “Tenho esposa, mas isso não significa que eu não possa admirar as mulheres do Brasil. Elas são muito bonitas, têm muita alegria, liberdade e uma energia muito positiva.” E acrescenta: “Quero muito poder fazer shows no país de vocês. Me cansa falar portunhol. Sou carioca! Gosto muito do Brasil”, diz ele, empolgado.

O porto-riquenho está satisfeito com sua nova produção. Ele conta que tem canções para todos os gostos e torce para que o público goste. “Sempre há uma mistura em meu disco. Canto o amor para os casais e também canções com movimentos e energia, para todos moverem os esqueletos.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia