Mais Lidas

Alexandre Pires recebe convidados no ‘Sai do Chão’

O cantor apresenta hoje programa da Globo e divide o palco com a amiga Alcione

Por bianca.lobianco

Rio - Só faltou o espumante para brindar o “melhor ano” da vida de Alexandre Pires no camarim personalizado que a produção do ‘Sai do Chão’, especial de fim de ano da Globo, preparou para receber o apresentador. Cercado de painéis e fotos que reproduziam momentos de sua carreira, o cantor, de 38 anos, celebrava os bons ventos que não param de soprar.

“2014 foi o melhor ano da minha vida em todos os sentidos. Pela energia que eu vivi no trabalho, em casa, com os amigos, a família e ainda tendo o privilégio de resgatar momentos com pessoas que são importantes na minha vida. Viajar pelo Brasil com o Só Pra Contrariar foi demais. 2014 foi um ano ímpar, especial”, constata.

O mineirinho celebra 2014%2C 'o melhor ano da sua vida'%2C à frente do especial de fim de ano da Globo%2C ao lado de artistas como Alcione%2C Daniela Mercury e Gusttavo LimaAlex Carvalho / TV Globo

E como tudo que é bom ainda pode melhorar, eis que surgiu o convite para fechar o ano com chave de ouro comandando a edição do ‘Sai do Chão’ que vai ao ar em 28 de dezembro (o programa ainda conta com Michel Teló, Maria Rita, Victor & Leo, Sorriso Maroto e Márcio Victor, do Psirico). “Foi uma surpresa boa que chegou. O ‘Sai do Chão’ é um brinde a esse momento, é uma comemoração pelos meus 25 anos de música. Estou muito feliz”, diz o artista que viveu uma experiência semelhante em 1998, quando apresentou uma edição do ‘Planeta Xuxa’, na licença-maternidade da Rainha dos Baixinhos.
Ter um programa para chamar de seu não é algo há ser descartado.

“O futuro a Deus pertence. Eu procuro desempenhar bem o meu papel naquilo que de uma certa maneira venha a fazer parte do meu universo, mas nunca tive a pretensão de apresentar um programa. Se realmente acontecer uma situação dessas, a primeira coisa que eu farei é me preparar para isso”, comenta.

Para conduzir o ‘Sai do Chão’, no entanto, o cantor optou por não fazer nenhum tipo de preparação especial. “A intenção do Gleiser (diretor) era deixar o artista que está apresentando super à vontade para ele ser ele mesmo naquela ocasião. Foi o que eu fiz”, afirma.

No palco montado no Estúdio E, do Projac, Alexandre, que gravou o programa nos dias 4 e 5 de novembro, parecia estar em casa. “Na hora do gravando, o nervosismo passa na hora. Quando estou no palco, eu deleto o mundo e só penso naquilo ali, naquele momento”, frisa. De fato, não faltou espontaneidade ao cantor, que desfilou com o seu inseparável cavaquinho de um lado a outro para sentir a vibração da plateia formada por 750 pessoas, fez coração com as mãos para agradecer o carinho (por que não dizer? A histeria) do público e, claro, soltou a voz. A emoção rolou quando o cantor chamou ao palco a “madrinha” Alcione.

“Nós nos conhecemos em 93 e gravamos juntos em 94, no segundo LP do Só Pra Contrariar. Depois disso, passei a admirar e acompanhar ainda mais a carreira da Marrom. A Alcione é a maior cantora do Brasil”, elogia.

Outro ponto alto foi a despedida do Só Pra Contrariar no palco do ‘Sai do Chão’. “Na realidade, o projeto do SPC era fazer um única turnê, que começou em março de 2013 e vai até janeiro de 2015. Então, esse é o último programa de TV que a gente faz junto. Quis prestar uma homenagem ao Só Pra Contrariar por tudo o que o grupo representa para mim, por toda a história que nós construímos”, comenta o mineirinho, que ainda recebeu os artistas Daniela Mercury, Gusttavo Lima, Rogê e Ana Clara como convidados.

O fim do SPC não significa que Alexandre vá curtir férias prolongadas. Pelo contrário. “Em março, eu e a Alcione começamos a turnê Eu e Ela. No segundo semestre, entre outubro e novembro, gravo um DVD em espanhol, mas só vamos lançar em 2016. Se Deus permitir me dando saúde e força para eu seguir caminhando, já sei o que vou fazer nos próximos dois anos”, torce.

Os projetos também se estendem no que diz respeito à vida pessoal. “Eu acho que essa família aumenta mais. Por enquanto, eu e a minha esposa (Sara) queremos curtir as crianças (Arthur, 5 anos, e Júlia, 4) e também a minha pequena (Ana Caroline) que vai fazer 22 anos em fevereiro. Mas quem sabe nos próximos quatro anos a gente programa mais um rebento?”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia