Por tabata.uchoa

Rio - Há duas regravações no repertório de inéditas do terceiro disco de estúdio de Mumuzinho. Uma é ‘Desejo de amar’, bonito samba romântico de Gabú e Marinheiro lançado em 1991 na voz da cantora Eliana de Lima. A outra é ‘Identidade’, samba de 1992 em que o compositor carioca Jorge Aragão exalta seu orgulho negro e dá seu recado contra o preconceito racial. Em que pese o fato de Mumuzinho regravar ‘Desejo de amar’ com a atriz Carolina Dieckmann, em dueto marqueteiro que desvaloriza a faixa, os dois sambas dos anos 1990 são os melhores dentre os 14 cantados por Mumuzinho em ‘Fala meu nome aí’, disco produzido por Bruno Cardoso (do grupo Sorriso Maroto) com Lelê.

Mumuzinho faz duo com a atriz Carolina Dieckmann em faixa de seu terceiro álbum%2C ‘Fala meu nome aí’Guto Costa / Divulgação

Propagado em escala nacional por integrar o elenco do programa ‘Esquenta’, apresentado por Regina Casé aos domingos na TV Globo, Mumuzinho dá voz ao samba de sua geração. Músicas como ‘Fulminante’ (Suel e Alan Lima) e ‘Frases de amor’ (Delcio Luiz e Pezinho) deixam claro que o som de Mumuzinho está mais para o trivial pagode romântico do que para o bom samba de fundo de quintal. Nem a presença de Zeca Pagodinho no samba-título ‘Fala meu nome aí’ (André Renato, Gilson Bernini e Mumuzinho) consegue disfarçar a pegada ‘jovem’ que dá o tom do disco.

Em essência, Mumuzinho canta um samba que fala a língua da geração cibernética. O que explica os termos (‘backup’, ‘online’, gibabyte’) utilizados na construção dos versos do samba ‘Configurações do amor’ (Claudemir, Diney e Mumuzinho), para citar somente um exemplo da conexão do repertório com seu tempo.

Precedido pelo single ‘Design’, o disco da Universal Music tem jovialidade que reforçará o elo entre Mumuzinho e seu público. Nesse sentido, ‘Crianças do Brasil’ (Carica e Prateado) é samba que até destoa do repertório pelo toque social da letra. Enfim, há frutos bem mais saborosos no quintal do samba. Mas Mumuzinho está à vontade na sua própria roda.

Você pode gostar