Semana francesa 2016 oferece cinema, gastronomia, literatura e palestras

Para os jovens e as crianças há uma programação que traz leitura de contos, oficinas, debates e exposições

Por O Dia

Rio - Ares franceses já circulam pela Cidade Maravilhosa. Isto porque a Semana Francesa 2016 começou e a programação extensa oferece ao público a oportunidade de conhecer a gastronomia do país, assistir a filmes, fazer cursos e apreciar o teatro. Para os jovens e as crianças há uma programação que traz leitura de contos, oficinas, debates e exposições. Os cariocas vão poder aproveitar a Semana até o dia 21 de junho.

“A maior influência francesa no Rio a gente consegue identificar na gastronomia. A técnica dos franceses está presente até no corte de um legume, por exemplo. Até quando decidimos fazer um omelete, que é uma palavra da França”, afirma Alexandre Fonseca, coordenador de eventos da Câmara de Comércio França Brasil-RJ.

No longa ‘Chocolate’%2C Omar Sy interpreta personagem conhecido como primeiro negro circense na FrançaDivulgação

Quem quiser saborear alguns pratos da culinária francesa pode ir aos restaurantes Brasserie Rosário, Chez Françoise, Miam Miam, Oui Oui, Petit Sanduicheria e Galani, que possuem cardápios especiais para o evento. Um dos destaques é o prato de entrada do menu do restaurante de Luiz Antonio, proprietário do Brasserie Rosário. O cardápio especial da casa oferece como entrada o salmão marinado no Cointreau.

“É delicado. O salmão é marinado normalmente e, na hora de sair, leva uma pincelada de Cointreau, o que dá um sutil aroma e sabor de laranja”, explica.

O prato principal é o Cordeiro 7 horas au thym e a sobremesa, Profiteroles au chocolat. O menu mais uma taça de Chandon sai a R$ 115.

Em relação ao cinema, o Festival Varilux traz 15 filmes, recentes e inéditos, que vão passar em diversas salas da cidade. Segundo Christian Boudier, diretor da produtora Bonfilm e do festival, um dos destaques é ‘Chocolate’, longa que apresenta o ator Omar Sy, famoso pelo filme ‘Intocáveis’ e mais recentemente ‘Samba’. O ator interpreta o jovem negro Rafael Padilha, que fica conhecido como Chocolat, o primeiro artista circense negro na França que fez sucesso no fim do século XIX.

“Prezamos pela variedade de gêneros. Então tem ação, animação, filmes históricos, etc. São produções que são um reflexo da nova cara do cinema francês”, explica Christian.

Para os jovens e as crianças, o Mon Petit Festival, que chega a segunda edição, acontece até 15 de junho no Espaço Cultural A Maison, nas Bibliotecas Parque do Centro e de Manguinhos, no MAM e no Cinema Odeon. Tem bate-papo sobre literatura, festa, oficina de colagens, aulas de gastronomia para crianças e mais. A programação completa está no site da Câmara de Comércio França Brasil.

Com reportagem de Guilherme Guagliardi

Últimas de Diversão