O DIA dá ingressos para assistir à refilmagem do clássico ‘Ben-Hur’

Os cem primeiros que comprarem o jornal na Central amanhã vão ao cinema de graça

Por tabata.uchoa

Jack Huston vive o protagonista Ben-Hur%2C que é traído pelo irmãoDivulgação

Rio - As filmagens de ‘Ben-Hur’ foram tão emocionantes que Rodrigo Santoro (cujo personagem no filme é Jesus Cristo) não conteve as lágrimas durante a coletiva de lançamento em São Paulo. E O DIA leva você para viver um pouco desta emoção. Os cem primeiros leitores que comprarem o jornal amanhã na banca Central do Brasil (Praça Cristiano Otoni s/nº, saída para o Palácio Duque de Caxias), das 8h às 10h, ganham dois ingressos para assistir ao filme.

Os tíquetes são válidos de segunda a quarta-feira, exceto feriados, para qualquer cinema onde o filme estiver sendo exibido — exceto Kinoplex, salas prime, 3D XD e D-Box. Os ingressos serão entregues por promotores do jornal, que estarão na banca.

Na nova versão da superprodução de 1959, que ganhou onze estatuetas do Oscar no ano seguinte, Judah Ben-Hur (Jack Huston) é acusado de traição, afastado da família, torna-se escravo e busca uma forma de se vingar do irmão que o traiu, Messala (Toby Kebbell). Jesus Cristo, interpretado por Santoro, é coadjuvante de situações-chave do filme e crucificado no final. “Quis trazer um Jesus mais acessível, mais misturado com as pessoas”, relembrou Rodrigo na coletiva de lançamento.

Huston viu inúmeras vezes a superprodução de 1959, dirigida por William Wyler, com Charlton Heston no papel principal. “Conheci bem Charlton e o filho dele”, recordou também durante o mesmo bate-papo. No novo filme, ele e Toby Kebbell reproduzem as cenas da corrida de bigas, que se tornaram célebres na produção original. Um detalhe é que os dois dispensaram dublês e fizeram eles mesmos todas as cenas. “Na hora, quando dava tudo certo, era como se fosse um Nascar”, brinca Huston, referindo-se à corrida de stock car. “Tivemos muita preparação para trabalhar com a biga em movimento. O diretor disse para eu não esquecer de atuar”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia