Mais Lidas

Lili Rodriguez: Amor, sonhos e desafios...

Ricardo Amaral conversou com a coluna sobre sua atuação no governo Crivella, revelou planos de fazer festivais de gastronomia pelo Brasil e ainda comentou sobre a saúde de sua mulher, Gisella Amaral

Por bianca.lobianco

Rio - O Rio volta hoje ao batente. Começamos o ano falando com o empresário e jornalista Ricardo Amaral, um dos personagens mais emblemáticos da cidade. Ele começa 2017 com a corda toda. E conversou com a coluna sobre sua atuação no governo Crivella, revelou planos de fazer festivais de gastronomia pelo Brasil e ainda comentou sobre a saúde de sua mulher, Gisella Amaral, com quem é casado há 51 anos.

LILI: Ricardo, fale um pouco sobre seu trabalho.
RICARDO: Meu trabalho é múltiplo! Minha profissão é ser eu mesmo, um animador! Um empreendedor desprendido, sempre à procura do sucesso. Acabo de inaugurar o Vogue Square com um conjunto incrível de operações: o bar de cervejas Botto, Boteco do Amaral, o boteco japonês Izakaya, Shin, Le Club, bistrô Lapeyre, Prosa na Cozinha, o português Filho d’Mãe, o bar de drinques Vizinho, o Candice Cigar do Thiago Lacerda e o Gattopardo. Sem falar da melhor carne do Rio, o Tragga, e a espetacular Deli Delicia.

Como foi o ano de 2016 ?
Foi um ano de caos para nosso país. Não podemos nos contagiar. Assim eu fiz! O Vogue Square foi um momento marcante para mim, para a gastronomia carioca e para os profissionais da área.

Qual foi o “momento mico” do ano de 2016?
Foi a maior coleção de micos num ano só! Impossível selecionar um!

Como está a Gisella?
Gisella é uma pessoa encantada. Modéstia à parte, minha velhinha é um espetáculo à parte. Será que esse velhinho “Papai Noel” merece? Ela assumiu o papel de minha mãe, Dona Nenê, e eu o do seu pai, Seu Alfredinho. Nossa vida tem sido um sonho. Problemas, claro que sim, mas sempre superamos. Sonhamos juntos! Cada um do seu jeito. O roteiro dela foi escrito por Walt Disney, o meu provavelmente por Federico Felini. Hoje, ela atravessa mais um problema de saúde, mas com um vigor inacreditável. Claro que a religiosidade ajuda, e muito. Excelentes médicos e novas drogas também colaboram. Há uma bela corrente para ela, uma pessoa que sempre plantou o bem!

E como a família tem reagido a esse momento difícil?
Gisellinha ficou doente e eu senti uma coisa bem interessante, se há algo bom a se extrair de um momento tão difícil. A família se uniu como nunca! Os meus filhos Rick e Bernardo, minha nora Alexandra e as minhas ovelhinhas Maria Julia, Mariana e Maria Fernanda. Estamos sempre presentes, ou juntos ou em revezamentos. A brincadeira de ovelhinha nasceu porque tenho participado da elaboração do plano turístico do governo Crivella, de quem me tornei amigo. Elas me apelidaram de pastor, eu repliquei com ovelhinhas!

Em quem você se inspira?
Meu ídolo é o grande empresário Carlos Carvalho, que nos seus noventa e pouquinho está em pleno vigor!

Planos para 2017?
Será um ano de consolidação em três frentes. Vou reabrir o emblemático Hippopotamus. A bela mistura de gerações que tanto adoro, com a ajuda do Rick, meu filho, e do Omar Catito Peres. Na área de restaurantes, muito mais como franqueador e curador, será o ano do Boteco do Amaral e do Gattopardo. Estudo fazer atividades no Porto, na Marina da Glória e Festivais de gastronomia pelo Brasil! Também planejo o desenvolvimento de um poderoso portal do RioBook com Web TV, e TV nos hotéis juntamente com o Rio Convention Bureau, serviço de concierge e uma Confraria Boni & Amaral de vinho. Além disso, junto com Boni, Roberto Medina e Paulo Manoel Protasio, estaremos colaborando através da Associação Comercial com o governo Crivella na área de turismo. Vamos tratar a cidade como um produto de mãos dadas com o novo presidente da Riotur, o competente Marcelo Alves, e com todo o trade turístico. Sem política, com amor e competência dos parceiros.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia