Mais Lidas

Flávio Ricco: País do faz de conta

Para qualquer mortal, aqui no Brasil, se habilitar a uma concorrência de emissora de rádio ou televisão, uma penca de documentos é solicitada para comprovar a sua idoneidade

Por bianca.lobianco

Rio - Para qualquer mortal, aqui no Brasil, se habilitar a uma concorrência de emissora de rádio ou televisão, uma penca de documentos é solicitada para comprovar a sua idoneidade.

Só exame de próstata e chapa do dedão do pé é que não.

Aí, como passo seguinte, o feliz contemplado, concessão nas mãos, aluga esses canais, quase que por inteiro, para aquele que aparecer com a melhor oferta.

Para a subconcessão, ficha suja ou não, só o dinheiro é que importa.

Rádio à parte, onde a bandalheira é quase completa, no campo da TV, os canais CNT e 21 aparecem como dois melhores exemplos para o acima colocado.

Ambos são inteiramente alugados por uma igreja, por acaso a mesma, nas 22 horas do dia.

As duas que sobram são usadas para não caracterizar o ilícito. Uma vergonha. Pior é que nenhum cristão, entre os tantos governos, o que aí está e os que passaram, se dignou ou teve coragem de botar ordem nisso. 

TUDO NOVO

Em março, o programa do Gugu vai voltar, ao vivo, na Record, com reformulações bem significativas nos seus cenários, abertura e vinhetas de passagem. A ordem, quanto ao seu visual, é passar borracha em tudo que existia no modelo antigo. 

DETALHE

Mesmo com a produção do Gugu agora a cargo da I9, toda a edição e a finalização ficarão sob os cuidados da Record.

Até o ano passado era a GGP, do próprio Gugu, quem cuidava disso. 

ATENÇÃO NISSO

Uma reviravolta no caso Raul Gil – SBT não pode e nem deve ser descartada. As conversas dos últimos dias, inclusive com intervenções de Silvio Santos, direto de Orlando, indicam para um desfecho diferente daquele até aqui dado como certo, que é o encerramento do contrato no fim de fevereiro. 

EIS A QUESTÃO

Considerando agora como provável a permanência do Raul, resta saber como será resolvida a questão do Celso Portioli. Para todos os efeitos, a sua mudança para as tardes de sábado é o que está valendo como oficial até agora. Por enquanto, repito, é um gato no telhado. 

BOA ESCOLHA

A ESPN Brasil foi muito feliz em definir João Carlos Albuquerque, o Canalha, como novo apresentador do ‘Bola da Vez’. Ele é um clássico. Alguém que tem estrada e, antes de tudo, é um excelente comunicador.

É DO RAMO

Foi das mais simpáticas a transmissão de Brasil e Colômbia na Globo. O jogo, em si, era o que menos importava. Assim como foi contar com a presença de Rafael Henzel, dividindo a transmissão com Galvão Bueno, talento que com toda certeza agora irá ultrapassar as fronteiras de Chapecó. 

LINHA CRUZADA

Não existe nenhuma proposta da Globo em fazer programa com a Tatá Werneck. A confusão surgiu, e muita gente embarcou na onda, porque o ‘Lady Night’, talk-show que ela vai estrear no Multishow, está sendo gravado no Projac. 

NO ESQUEMA

Essa iniciativa de fazer a Tatá gravar seu programa do Multishow no Projac vai ao encontro de nova determinação da Globo. A ordem, até para evitar gastos, é concentrar o maior número de trabalhos dentro do Projac.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia