Mais Lidas

Tia Maria das Garrafadas: uma lenda viva da Feira de São Cristóvão

Pelo seu relevante trabalho de manter viva a cultura popular, em 2013, Tia Maria recebeu do Ministério da Cultura o título de mestra do Prêmio Culturas Populares

Por karilayn.areias

Dona Maria Lucia Alves Cardoso%2C 81 anos%2C a Tia Maria das GarrafadasDivulgação

Rio - Dona Maria Lucia Alves Cardoso, de 81 anos, é a querida Tia Maria das Garrafadas, o ofício virou sobrenome dessa mulher que é uma das fundadoras da Feira de São Cristóvão. “Tenho orgulho de ser a última fundadora viva da Feira. Lutei muito para ter minha barraca. Ser feirante para mim é trabalhar honestamente e viver do suor do trabalho. Dignidade”, afirma Tia Maria.

Entre as iguarias preparadas por Tia Maria estão as garrafadas contra o diabetes, inflamação e menopausa, que são muito populares mas não chegam aos pés dos sucessos Engravida Mulher e Levanta Moral. “A Levanta Moral é um sucesso. Salva casamento, entende? Não existe homem broxa perto dessa garrafada.

Já a Engravida Mulher deixa a mulher fértil”, diz ela, que criou seus três filhos com as garrafadas. Pelo seu relevante trabalho de manter viva a cultura popular, em 2013, Tia Maria recebeu do Ministério da Cultura o título de mestra do Prêmio Culturas Populares -  dição 100 anos de Mazzaropi.

Ela não revela suas receitas e, como ninguém de sua família quer herdar esse dom, teme que isso se perca.

“Quero poder passar esse ensinamento a alguém. Quem sabe não apareça um aprendiz nos próximos meses, né?”

Serviço

Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas. Campo de São Cristóvão s/nº, São Cristóvão (2580-6946). www.facebook.com/feiradesaocristovaooficial

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia