Gabriel Leone fala do sucesso de 'Onde Nascem os Fortes'

Ator também comenta as expectativas para o filme 'Eduardo e Mônica', em que será o protagonista

Por Gabriel Sobreira

Hermano (Gabriel Leone) e Pedro (Alexandre Nero)
Hermano (Gabriel Leone) e Pedro (Alexandre Nero) -

Rio - Gabriel Leone praticamente não terá férias após 'Onde Nascem os Fortes', da Globo. O intérprete do destemido Hermano emendará no longa 'Eduardo e Mônica', protagonizado por Leone e Alice Braga. "Sempre fui fã do Renato (Russo) e da Legião Urbana desde moleque. Não tive a oportunidade de vê-lo ao vivo. Mas na verdade fiz teste para esse filme quando fazia 'Verdades Secretas'. Ou seja, tem uns três anos", conta o ator. "O personagem tem 16 anos. Então, na verdade, é uma responsabilidade e uma composição cada vez maior que eu vou ter que fazer de acessar essa lembrança dos meus 16 anos, essa época da minha vida. Estou feliz em dar vida a um personagem que saiu da cabeça do Renato", completa ele, hoje com 24 anos.

FILMES

Além de 'Eduardo e Mônica', que começará a ser gravado depois do atual trabalho na TV, Gabriel ainda aguarda o lançamento, previsto ainda para este ano, de 'Minha Fama de Mau', longa em que vive Roberto Carlos e que conta a história de Erasmo Carlos. "O filme do Erasmo eu fiz antes de 'Velho Chico' (2016). Estou feliz com o momento em que estou vivendo. Isso tudo é reflexo de uma construção, que vem não só da (novela) 'Malhação' (2013), mas dos anos todos que passei no teatro, a quantidade de testes e de 'nãos' que tomei e continuo tomando em todos os lugares que passo, porque é normal, acontece com todo mundo. Costumo falar que é importante aproveitar as oportunidades", decreta.

NA TV

Na supersérie da Globo, Hermano é mantido refém em cativeiro por Simplício (Lee Taylor) e por Maria (Alice Wegmann). A relação da moça com o sequestrado é complexa. Eles se amam, mas a garota não supera o fato de o pai dele, Pedro (Alexandre Nero), ser aos olhos dela o principal responsável pelo sumiço de Nonato (Marco Pigossi). "Para ela, é difícil de separar o Hermano do pai, distanciar as coisas. Para o Hermano, vai ser a mesma coisa. No momento em que a Maria tomar atitudes, às vezes, inconsequentes, por conta dessa busca pelo irmão, essas coisas vão começar a atingir a família dele e ele. Vai ter o momento em que ele vai começar a se magoar e em contraponto a Valquiria (Carla Salle) vai estar do lado dele, cuidando dele, o amando", afirma.

NAMORO

Leone diz que o fato de contracenar com a namorada, Carla Salle, é inevitável falar sobre trabalho quando os dois estão fora das locações e estúdios. "Temos trabalhado e gravado muitas cenas juntos, não só de amor, mas também de brigas. A relação entre Hermano e Valquíria não tem nada a ver com a minha e a dela", destaca.

Sobre a química em cena com a colega Alice Wegmann, ele explica o que acontece nas cenas românticas. "A Alice e eu não namoramos, e a coisa imprimiu bem no ar. Como os outros pares todos que eu fiz e não namorava. Acho que a química é ter entendimento artístico, fazer uma construção interessante do personagem com seu par e principalmente ter generosidade em cena", detalha.

Ainda praticamente na metade da produção, Gabriel revela que torce para que o seu personagem seja feliz. "No momento da história, a relação dele com a Maria está mal resolvida. Mesmo que não venha ficar com ela no final da trama, seria bom que ele resolvesse isso em algum momento. Que ele resolvesse para ficar com ou sem ela. Vamos ver se essa relação com a Valquíria vai fazer bem para ele. Torço para que as coisas se acertem no fim", deseja.

Galeria de Fotos

Hermano (Gabriel Leone) e Pedro (Alexandre Nero) Estevam Avellar/TV Globo
Hermano (Gabriel Leone) FOTOS Estevam Avellar/TV Globo
Hermano (Gabriel Leone) e Maria (Alice Wegmann) Estevam Avellar/TV Globo

Comentários

Últimas de Televisão