Danilo Caymmi: no Blue Note - Ana Carvalho/Divulgação
Danilo Caymmi: no Blue NoteAna Carvalho/Divulgação
Por RICARDO SCHOTT

Rio - Lançada no Festival Internacional da Canção de 1968, 'Andança', parceria de Danilo Caymmi, Edmundo Souto e Paulinho Tapajós (que foi cantada por Beth Carvalho) faz 50 anos. Ganhou terceiro lugar, atrás de 'Pra Não Dizer Que Não Falei de Flores' (Geraldo Vandré) e 'Sabiá' (Tom Jobim e Cynara & Cybele). Mas é a primeiríssima em rodas de violão e repertórios de bar até hoje - e é uma daquelas músicas que parecem sempre terem existido. Comemorando o cinquentenário, Danilo faz o show 'Andança - 50 Anos' amanhã no Blue Note Rio, com clássicos dos festivais.

O repertório inclui os três primeiros lugares da competição de 1968, mais sucessos como 'O Cantador' (Dori Caymmi e Nelson Motta), 'Casaco Marrom' (dele, Renato Correa e Guarabyra) e 'Ponteio' (Edu Lobo e Capinam).

Você pode gostar
Comentários