'Às vezes, me privo de algumas coisas', diz Cleo Pires

Atriz fala dos cuidados para não se expor muito e de sua personagem em 'O Tempo Não Para', da Globo

Por Gabriel Sobreira

Cleo Pires caracterizada como Betina em 'O Tempo Não Para'; à dir., com Nicolas Prattes e Juliana Paiva
Cleo Pires caracterizada como Betina em 'O Tempo Não Para'; à dir., com Nicolas Prattes e Juliana Paiva -

Cleo Pires, 35 anos, tem data para voltar ao ar. No próximo dia 31, ela estará em 'O Tempo Não Para', próxima novela das 19h, da Globo. Conhecida por não ter papas na língua, a atriz conta que se policia a ponto de não fazer algo para não ser exposta. "Tem momentos e momentos. Eu consigo normalmente dosar bem, de não tolhir minha liberdade, dos meus desejos", afirma. "Porque é muito chato quando está no rolê e vê alguém te filmando. Dá vontade de falar: 'Pede uma foto, brother, você quer o quê? Pegar um flagra? Não é maneiro, não é justo'. Às vezes, sim, me privo de algumas coisas. Não que me prive delas na vida, mas me privo em alguns momentos talvez", revela.

Na história de Mario Teixeira, Cleo é Betina, sócia em uma holding, segura, dona de si, com casamento marcado com Samuel (Nicolas Prattes), um jovem surfista e empresário de muito sucesso. Até que chega Marocas (Juliana Paiva), congelada há 132 anos em um bloco de gelo. Marocas encanta o noivo de Betina, que não vai aceitar perdê-lo para a rival.

"É uma mulher muito apaixonada, muito determinada, independente, que vai sofrer muito por amor e vai passar por cima de alguns valores básicos por causa disso", conta a atriz, que, se fosse amiga da personagem dela, daria o seguinte conselho: "Parte para outra, amor. Tem melhores".

O CONVITE

Quando surgiu o convite para entrar no elenco da próxima novela das 19h, Cleo levou em consideração vários fatores na hora de dizer o 'sim'. "As pessoas com quem eu ia trabalhar, o personagem, trabalhar com o Mario, o Leo (Leonardo Nogueira, diretor geral), a história, amo a história. Acho linda a história de amor dos dois (Marocas e Samuca). Gosto dessa coisa de eles estarem congelados, adoro ficção científica, sou fã de ficção científica, então queria estar no meio disso tudo aí".

Desde sua estreia na TV, na minissérie 'Memorial de Maria Moura', em 1994, Cleo teve a chance de viver vários tipos de personagens, mas diz que não acha mais legal fazer vilã. "Adoro atuar. Na hora em que estou em cena não importa o que é, se é vilã ou mocinha, ou o que seja, mas é divertido porque você pode fazer um monte de coisa que não faria nessa vida", explica.

Focada tanto na carreira de atriz quanto na de cantora, Cleo lançou nesta semana seu novo clipe da música 'Bandida'. "É bem trabalhoso conjugar as duas funções de atriz e cantora. Mas é bom, amo o que eu faço", diz a morena, que garante que não fala o que lhe vem à cabeça.

"Eu tenho preocupação de não querer magoar uma pessoa gratuitamente. Talvez, se eu achar alguma coisa e sei que vai chatear, vou tentar de uma forma mais açucarada. Vou tentar, não que eu consiga. Mas eu tento. Mas não por causa da sociedade, mas pelos sentimentos individuais", finaliza a atriz.

Comentários

Últimas de Diversão