Mais Lidas

Série sobre jornalismo investigativo estreia na TV Brasil

'Contracapa' é ambientada num jornal fictício e acompanha a rotina de repórteres, editores e fotógrafos

Por O Dia

Cena da série 'Contracapa', da TV Brasil. Segunda temporada em negociação
Cena da série 'Contracapa', da TV Brasil. Segunda temporada em negociação -

Rio - Discutir as relações de poder entre imprensa, poder público e setor privado. Esse é um dos motes da série 'Contracapa', sobre o jornalismo investigativo, que estreia hoje, à 0h45, com exibição de dois episódios, na TV Brasil.

"Ao longo dos 13 episódios da 1ª temporada, o espectador se vê envolvido nessa atmosfera de mistérios a serem desvendados, reviravoltas e personagens em constante risco. Tudo isso, ancorado na realidade e em uma análise detalhada da situação atual da profissão", diz Guto Pasko, um dos roteiristas e diretor geral da produção.

Ambientada em grande parte na redação do jornal fictício 'Gazeta Brasileira', sediado em Curitiba (PR), a série acompanha o dia a dia de jornalistas na produção de grandes reportagens investigativas, ao mesmo tempo em que lidam com seus dilemas pessoais e um mercado em crise, tanto financeira quanto de credibilidade.

Pelos corredores e mesas do jornal, o público acompanha repórteres, editores e fotógrafos que lidam diariamente com impasses éticos e obstáculos práticos, como a falta de recursos e uma equipe cada vez mais enxuta.

Quando esses profissionais se envolvem na investigação de um caso de corrupção política no Brasil, à medida que chegam em fatos, interferem em interesses de muita gente poderosa e as consequências acabam vindo - não apenas para os jornalistas como para o próprio veículo de comunicação - afetando suas vidas profissionais e pessoais.

"Eles se envolvem em uma busca incessante por pistas, testemunhas e fontes que desmascarem figuras corruptas e criminosas, montando quebras cabeças complexos para trazer a verdade à tona. Os repórteres e editores do não são heróis acima de qualquer suspeita. Eles são, antes de tudo, seres humanos, suscetíveis a erros, batalhas de ego, conflitos pessoais e, muitas vezes, a um estado de desencanto com o próprio jornalismo", entrega Pasko, que divide o roteiro com Rafael Waltrick, Tiago Lipka, Fernando M. de Souza e Marçal do Carmo.

O diretor geral conta que já tem o projeto da segunda temporada desenvolvido, bem com todas as tramas e sinopses dos treze episódios novos criados e o roteiro do primeiro episódio escrito. Ele afirma que a própria TV Brasil já está com esse projeto em mãos. Mas não é só. "Além da TV Brasil, estamos conversando com três canais de TV paga", adianta.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários