Nilze Carvalho faz roda de samba em duas quintas-feiras na Gávea

'Chora, Cavaco!' tem Paulinho da Viola, Nei Lopes e Dona Ivone Lara no repertório, mas a cavaquinista diz que o roteiro é aberto. "Vou chegar lá e descer o braço!", brinca

Por RICARDO SCHOTT

Nilze Carvalho comanda roda de samba 'Chora Cavaco!' na Gávea
Nilze Carvalho comanda roda de samba 'Chora Cavaco!' na Gávea -

Nilze Carvalho nem sabe ainda se vai fazer um roteiro formal para a roda de samba que comanda nesta quinta e na próxima no Dumont Arte Bar (antiga Casa da Gávea), às 22h. "Sei não, acho que vou chegar lá e descer o braço!", brinca a cavaquinista, que na hora de dar nome à roda, escolheu um apropriado 'Chora, Cavaco!'.

A musicista, que prossegue na comemoração dos seus 40 anos de carreira, conta que o repertório - ainda que não esteja devidamente delineado - deverá incluir clássicos de Paulinho da Viola, Nei Lopes, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara, Jovelina Pérola Negra e outros autores. É a primeira vez que Nilze faz uma roda de samba na Zona Sul. E ela pensou em dar um tempo de fazer rodas enquanto divulgava o DVD '40 anos (Ao Vivo)'.

"Cheguei a fazer uma roda no Trapiche Gamboa no ano passado, mas dei uma paradinha, não era o momento. Queria divulgar o DVD. Só que fui assistir a um show no Dumont e adorei a casa. Não conhecia e achei tudo lá muito fofo. A casa é aconchegante, tem essa coisa de você estar pertinho do público", afirma a cantora, que se iniciou ainda criança gravando discos solo (a série 'Choro de Menina') e tocando na televisão - fez um musical no 'Fantástico' que foi o marco zero de sua carreira.

Bem acompanhada

Em 'Chora, Cavaco!', Nilze divide o palco com o violonista Hudson Santos, filho de Carlinhos 7 Cordas ("ele é a cara do pai!", brinca). Nas percussões, o trio Luiz Augusto Guimarães, Thiaguinho da Serrinha e Paulino Dias.

"A ideia é fazer uma coisa prazerosa, só com amigos, e com a liberdade de estar ali fazendo o que der na cabeça, com um repertório bastante amplo. E a casa permite tudo: se quiser ir lá só pra ouvir, tudo bem, se quiser dançar tem espaço!", brinca.

Comentários