Zé Neto e Cristiano - fotos Divulgação
Zé Neto e Cristianofotos Divulgação
Por RICARDO SCHOTT

Rio - Cristiano, da dupla com Zé Neto, está internado: foi diagnosticado com uma crise de apendicite e teve de passar por uma cirurgia. A hospitalização não mexeu com a agenda de shows da dupla: o parceiro Zé Neto continua na estrada e irá se apresentar hoje fazendo as duas vozes no Vivo Rio, em músicas como 'Notificação Preferida', 'Estado Decadente' e 'Largado Às Traças'.

"Quero agradecer o carinho que tiveram comigo e a compreensão com o meu irmão. Enquanto estávamos nos deslocando para o show, o Cristiano começou a sentir fortes dores abdominais e já foi para um hospital de Jataí. Aí, foi diagnosticado com a tal da apendicite", explicou Zé Neto. "A cirurgia foi um sucesso. Se Deus quiser, logo ele estará 1000%. Obrigado ao público de Jaí por ter sido a minha segunda voz no show".

"Faz falta"

Poucos dias antes da internação, Cristiano conversou com O DIA e comentou a morte do sertanejo Gabriel Diniz. "A gente gostava demais dele. Era um cara de uma alegria incomparável. A morte dele nos abalou bastante e fez a gente repensar muita coisa das nossas vidas, até porque eu e Zé temos filhos pequenos, minha filha completou dois anos recentemente", afirmou. "A 'Jenifer' era uma música que somente o Gabriel poderia lançar, era endereçada a ele".

O cantor também disse que o Rio é um lugar especial para a dupla. "E também é uma cidade muito especial para o Brasil. Geralmente o artista sertanejo começa a ser mais conhecido no Centro Oeste, aí vai descendo para o Sul. Depois é que você estoura nacionalmente, e geralmente Nordeste e Sudeste são as últimas regiões", afirmou. 'Estado Decadente' foi um hit que rivalizou com 'Jenifer', de Gabriel Diniz, entre as mais tocadas do Carnaval. A dupla ainda mantém a canção como seu maior sucesso recente, e não pensa num single de "meio de ano". "Estamos só nos programando para gravar mais um DVD", explica.

Tragicomédia

Boa parte do repertório da dupla é de sofrência, mas em tons tragicômicos, com letras que falam do sofrimento, mas também riem da situação. Nas letras das músicas de Zé Neto e Cristiano, o homem chora, bebe, vai pra balada, sofre por amor, ouve som alto por causa da amada, erra, pede perdão...

"A gente vê muitas pessoas chorando nos shows. Muita gente que ainda está se recuperando de alguma situação difícil de um relacionamento, ou de uma depressão, e foi ajudada pela nossa alegria no palco. E bom humor é sinal de que você está gostando do que está fazendo. Imagina ir numa loja e o atendente estar com cara de bunda?", diz Cristiano. "Eu mesmo quero sempre passar uma imagem de força, ser o alicerce do meu casamento. Mas na crise, eu choro muito no colo da minha mulher".

 

Você pode gostar
Comentários