Tiee recorda que, no começo da carreira, fez um show por cachê de R$ 10

Preparando DVD pela Som Livre, o sambista também conta que chegou a cantar num palco montado em um chiqueiro

Por RICARDO SCHOTT

Tiee vai gravar DVD pela Som Livre
Tiee vai gravar DVD pela Som Livre -

Diógenes Tiee, ou simplesmente Tiee, está se preparando para o primeiro DVD, cuja gravação vai acontecer no dia 8 de agosto no Ribalta, na Barra da Tijuca. O sambista nascido em São Gonçalo (RJ) acaba de ser contratado pela Som Livre e já lançou o clipe de uma das músicas do disco, 'Quem'. O vídeo também inaugurou seu canal do YouTube.

"Vão sair ainda mais duas músicas, 'Cor de Brigadeiro' e 'Ladrão de Coração', antes de o DVD ser gravado", conta o cantor, que aos 33 anos e 20 de carreira, já tem mais de 200 músicas compostas. E antes da fama, compôs para artistas como Belo ('Voyeur'), Bom Gosto ('Te Dar Amor'), Ferrugem ('Climatizar' e 'Casa Azul') e Jorge Aragão ('Voltei').

"O primeiro nome grande a gravar música minha foi o grupo Fundo de Quintal. Foi uma surpresa muito grande, e eu não falei nada pra ninguém. Fui na loja e comprei três CDs e levei pra casa, ficava ouvindo o tempo todo", recorda. "Mas na verdade, primeiro comecei a cantar e depois veio o lance da composição. No começo, eu tinha vergonha de mostrar minhas composições, principalmente pro meu pai. Ele é compositor e desde pequeno me incentivava a cantar. Me levava para as rodas de samba. Eu era pequenininho, ele queria que eu cantasse para os amigos dele e ficava todo feliz!", conta Tiee, que também foi cavaquinista da Unidos de Viradouro e aos 18 anos ganhou seu primeiro samba na escola de Niterói.

Chiqueiro no palco

No começo da carreira, lá mesmo em São Gonçalo, Tiee dividia palcos com o irmão, também músico. E eram tempos bastante duros para ambos.

"No fim do show só sobravam R$ 10. Que na verdade eram R$ 5 pra cada um", brinca. "E a gente ficava muito feliz com isso, porque a gente já planejava viver da música, mas realmente foi uma das piores fases".

Nessa época, um dos shows foi dado num lugar bem improvável. "A gente tocava onde tinha que ir. Não tinha como escolher, né? A gente aproveitava as oportunidades. Numa vez, colocaram a gente pra tocar em uma carroceria de caminhão. A gente estava escutando uns barulhos estranhos e sentindo um cheiro bem desagradável. Até que nos olhamos bem e descobrimos que estávamos tocando em cima de um chiqueiro", conta. "Foi uma coisa surreal, mas foram coisas que ajudaram a montar toda nossa história, e fizeram a gente estar preparado pra tudo".

Não foi em vão

Com o tempo, Tiee foi se profissionalizando e ganhando fãs. "Encontrei pessoas que acreditaram muito em mim, até mais que eu mesmo. Te falo que essas pessoas até viram em mim coisas que eu desacreditava. E a minha pior dúvida era saber o motivo de ter gente que acreditava em mim, porque eu sempre dizia que não era cantor! Hoje, mostro a todo mundo que não foi em vão e tento fazer o melhor", conta o cantor, que costuma brincar que não faz show, faz samba.

"Quem faz show é a Madonna", afirma o cantor. "Faço questão de tocar para o povo, de entender o que eles curtem e vou mesclando isso com as minhas músicas. Estamos trabalhando muito e até hoje eu tento entender por que as pessoas saem de casa para me ver".

Rei

Como compositor, Tiee ainda tem sonhos, mesmo tendo sido gravado por um monte de grandes nomes. "Se for para citar um artista de outro segmento, a mira está em Roberto Carlos", afirma o sambista.

Galeria de Fotos

Tiee vai gravar DVD pela Som Livre Divulgação/Guto Costa
Tiee vai gravar DVD pela Som Livre Divulgação/Guto Costa
Tiee vai gravar DVD pela Som Livre Divulgação/Guto Costa
Tiee: cantor já foi cavaquinista da Unidos de Viradouro Divulgação

Comentários