Astrólogos rebatem críticas de Felipe Neto: 'Astrologia é conhecimento milenar'

Afinal, astrologia é ou não ciência? Entenda

Por iG

Astrologia é um conhecimento milenear
Astrologia é um conhecimento milenear -

Astrologia é um tema polêmico. Enquanto algumas pessoas se guiam pelos astros para tomar decisões, outras duvidam da veracidade e não poupam comentários negativos. Felipe Neto está no segundo grupo. No início da semana, o youtuber criticou fortemente a prática em seu Twitter.

Assim que o YouTube Brasil divulgou um vídeo onde Vítor diCastro brinca com estereótipos e interpreta como seria o youtuber de cada signo, Felipe Neto comentou: “Pelo amor de Deus, Youtube, vocês têm OBRIGAÇÃO de promover a ciência e tentar ao máximo diminuir todo tipo de propagação anticientífica. Astrologia é pseudo-ciência comprovada como charlatanice por inúmeros experimentos científicos. Vamos promover ciência?”.

Pelo amor de Deus, Youtube, vocês têm OBRIGAÇÃO de promover a ciência e tentar ao máximo diminuir todo tipo de propagação anticientífica. Astrologia é pseudo-ciência comprovada como charlatanice por inúmeros experimentos científicos. Vamos promover ciência?

— Felipe Neto (@felipeneto) October 7, 2019

Em seu perfil, Vítor diCastro rebateu: “Comentário absolutamente desnecessário, mas é seu direito opinar sobre o que quiser assim como é meu direito fazer o conteúdo que eu quiser. Uns fazem vídeo de astrologia, outros imitam foca e assim seguimos livres com nossos conteúdos”. Ele ainda explicou que seus vídeos são sobre humor com astrologia e não sobre astrologia em si.

Afinal, astrologia é ou não ciência?

Felipe Neto coloca a astrologia como charlatanice e conteúdos sobre o tema como propagação anticientífica. Mas, será que é isso mesmo? Para entender onde se encaixa o conhecimento, o Delas conversou com dois astrólogos que fizeram um resgate histórico e explicaram quais as bases da astrologia.

“Astrologia é sagrado conhecimento milenar. Trabalho com Astrologia há 20 anos e constato diariamente que funciona!”, fala Marcelo Dalla, astrólogo e que comanda a coluna Previsão e Astros, além de ser responsável pelo horóscopo do dia no porta l iG. “É um conhecimento que vem desde antigas culturas: Caldeus, Babilônia, Pérsia (os 3 Reis Magos eram Astrológos), Egito... E também do oriente, dos Vedas”, continua.

A astróloga Virgínia Gaia explica que não, astrologia não é ciência. Porém, isso não invalida a sua veracidade. “A astrologia está aí há milênios. Ela é uma pseudociência, com práticas e metodologia, mas não é validada cientificamente”, explica. Isso porque, como explica a profissional, ela não é baseada em evidência, como a medicina, por exemplo.

A polêmica está em acreditar que isso acaba com todo o valor da prática. “A astrologia é um fenômeno desde o início da história da humanidade. É um conhecimento mais antigo do que a astronomia”, pontua Virgínia. Inclusive, cientistas e estudiosos eram também astrólogos.

Ela até aponta que grandes nomes da ciência como Ptolomeu, Galileu e Isaac Newton eram astrólogos, mas quase nunca são lembrados dessa forma. Para ela, as críticas à astrologia vêm justamente do desconhecimento da sua história.

A profissional explica que o surgimento se deu no início da civilização a partir da observação das estações do ano, quando há a necessidade de contar o tempo para planejar o ciclo agrário e pecuário. É daí que vêm os 12 signos. Existem quatro estações, todas elas com três fases – inicio, meio e fim. Dessa forma, nasce Áries, no início da primavera no hemisfério norte.

Ainda sobre o conhecimento ser válido, Dalla cita autores que aprofundaram os estudos sobre o tema, como Rudolf Steiner, Carl G. Yung, Alice Bailey, Dane Rudhyar, Liz Greene.

Então, o que é astrologia?

Se a astrologia não é ciência, mas tem todo esse histórico, o que é? Como os astrólogos explicam, é um conhecimento milenar usado para explicar nossas questões. “É uma projeção dos nossos conflitos. É a relação do macrocosmo com a gente. O mapa astral, por exemplo, reflete nosso papel na terra”, diz Virgínia.

Dalla ainda acrescenta que a astrologia é sobre arquétipos, mitologia, psicologia, espiritualidade. Ou seja, um verdadeiro caminho para o autoconhecimento. “Foi aprimorado e aperfeiçoado ao longo de todos esses anos por muitos sábios e estudiosos”, pontua.

O astrólogo também fala que de tempos em tempos tentam perseguir, injuriar, difamar e desacreditar esse precioso conhecimento. Para Dalla, é preciso ter a mente aberta pra aprender e buscar sabedoria. “Essas maravilhas hoje estão cada vez mais à disposição de quem se permitir ir de encontro a luz”, diz.

Segundo os astrólogos, embora Felipe Neto tente invalidar o conhecimento argumentando que não é ciência, a astrologia se sustenta de outra forma. Como explica Virgínia, é a relação entre universo simbólico, trigonometria e semiótica.

Comentários