Dani Calabresa: novos projetos na Globo em 2020

Comediante diz estar com "medinho do desconhecido", mas vai encarar, e vêm aí pilotos para quadros novos

Por BÁRBARA SARYNE

Dani: fotos da despedida do 'Zorra', e como a Catifunda da 'Escolinha'
Dani: fotos da despedida do 'Zorra', e como a Catifunda da 'Escolinha' -

Rio - Dani Calabresa vai se reinventar em 2020. Depois de cinco anos no 'Zorra', a comediante de 37 anos vai desenvolver novos projetos na Globo. Feliz e ansiosa, a artista conversou com o DIA sobre a nova fase. Segundo ela, que na semana passada teve o nome envolvido em um possível denúncia de um suposto caso de assédio por parte de Marcius Melhem, coordenador do departamento de humor da Globo, a emissora ainda não tem algo definido, mas são muitas as possibilidades apresentadas para a ex-mulher de Marcelo Adnet. Em janeiro e fevereiro, por exemplo, Dani começa a gravar os pilotos.

"A gente vai fazer pilotos para experimentar projetos novos. Ainda não tenho nenhum 100% confirmado. São projetos que a gente vai testar para ver se serão quadros, programas. Por enquanto é só roteiro, ideias", conta ela, que está bem animada com tudo o que anda acontecendo em sua carreira. "Já dei várias sugestões e eles também me deram outras. Estou ansiosa, mas tem aquele medinho do desconhecido. É tipo começar na escola nova", completa a artista, que ainda interpreta a Catifunda na 'Escolinha do Professor Raimundo'.

Em novembro, Dani gravou sua última participação no 'Zorra'. Nos bastidores, a artista ficou muito emocionada ao se despedir dos atores, diretores e profissionais da equipe técnica. As cenas foram exibidas mês passado, no último episódio da temporada do humorístico, em que ela diz ter feito uma espécie de homenagem ao que fazia na MTV, imitando artistas.

Com os olhos cheios de lágrimas ao falar sobre os anos que passou no programa, a atriz exalta a liberdade que conquistou no 'Zorra'. E celebra o fato de ter feito parte de uma equipe que teve carta branca para citar outras emissoras e ironizar programas da própria casa. Diz que rir de si mesmo é algo inteligente, avançado e moderno. Um acerto da Globo nos últimos anos.

"Nenhuma emissora pode se considerar única. O SBT assiste à Globo, a Globo reconhece coisas boas da MTV, do SBT e de outros canais. Isso é saudável. Sou do teatro, sou de show de humor. Já passei por várias emissoras. Fui muito feliz no SBT, muito feliz na Band, na MTV. Um território legal é o cinema. Lá eu posso trabalhar com o Fábio Porchat, que é da internet, e reconhecer que é incrível o que ele faz no 'Porta dos Fundos'. Ele assiste ao 'Zorra' e sempre comenta, gosta dos quadros. Acho que no fundo é tudo uma grande parceria. Todo mundo conversa em eventos, lugares de fora. Trazer isso para a TV é um pensamento que faltava", avalia.

Embora não participasse efetivamente da redação do programa, Dani estava sempre martelando os redatores com ideias novas. Criativa e com o raciocínio muito rápido, a humorista pegava os textos antes de gravar e já aproveitava para mandar sugestões à chefia. "Pedia para colocar sotaque, para interpretar uma senhora em vez de uma jovem, para experimentar outras coisas. Só fiquei cinco anos lá porque fui realmente muito feliz", exalta a estrela.

Enquanto a emissora ainda não define o que Dani apresentará em 2020, a artista já está com seus parafusos ligados e cheios de ideias. Antes de dormir, ela já dá um play no ritual. "Sabe quando você vai dormir e ainda está se concentrado, quase programando o que vai sonhar? É nesse momento que tenho ideias. Abro o olho, pego o celular ou meu caderno e já anoto tudo. Às vezes, não realizo na hora. Aí depois de meses pego o bloco de notas e lembro de coisas que pensei lá atrás e ainda são ótimas", revela.

Quando a ideia é muito boa, Calabresa faz mais que anotar. "Mando áudios para mim mesma. Falo com toda a empolgação do mundo para depois ouvir e sentir aquela energia de novo. Às vezes, quando só anoto, não lembro da mesma forma depois e a piada perde a graça", entrega ela, que de todas as ideias tem uma que cairia como uma luva: o retorno do 'Furo MTV', programa que apresentou com Bento Ribeiro de 2009 a 2013.

"Meu sonho é voltar com o 'Furo'. Acho que tem uma resistência das emissoras de pegar um produto que já foi feito. Eles querem sempre inventar algo novo. Por isso ainda não consegui. Preciso me reunir com o Bento em um momento que os dois estejam na mesma emissora, que os dois queiram e os diretores topem. Ainda não rolou, mas a gente tem essa vontade e o público pede bastante", diz.

No plano pessoal, a comediante já sabe o que deseja de 2020. "Este ano, quero esperança e saúde. Não aguento mais cinco crises de sinusite por ano", brinca.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Dani: fotos da despedida do 'Zorra', e como a Catifunda da 'Escolinha' Globo/Victor Pollak
Dona Catifunda (Dani Calabresa) Globo/Estevam Avellar
Dani Calabresa no Zorra Globo/Mauricio Fidalgo
Dani Calabresa Globo/João Cotta
Dani Calabresa na despedida do Zorra Reprodução Instagram
Dani Calabresa na despedida do Zorra Reprodução Instagram
Dani Calabresa Globo/Estevam Avellar

Comentários