A MPB fica mais triste

Cantor, um dos fundadores do grupo Novos Baianos, morre aos 72 anos no Rio

Por O Dia

O cantor e compositor baiano Moraes Moreira morreu na madrugada de ontem, aos 72 anos, em sua casa na Gávea, Zona Sul do Rio. Segundo familiares, ele sofreu um enfarte fulminante e foi encontrado pela empregada, caído, no apartamento onde morava sozinho. Segundo a assessoria, não serão divulgadas informações sobre o enterro para evitar aglomerações.

No dia 18 de março, Moraes publicou no Instagram um poema intitulado 'Quarentena', composto durante os dias de isolamento, em que fala sobre medo do coronavírus e da violência.

Antônio Carlos Moreira Pires nasceu em 1947, em Ituaçu, na Bahia. Foi um dos fundadores do grupo Novos Baianos com Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão.

Moraes fez parte do grupo de 1969 a 1975. Segundo o jornalista especializado em MPB Rodrigo Faour, o grupo redimensionou "a música brasileira com tradição e modernidade". Ele aponta o clássico disco 'Acabou Chorare' como uma das obras principais desta fase.

Em carreira solo, a partir de 1975, o artista lançou mais de 20 álbuns e compôs sucessos como 'Pombo Correio', 'Vassourinha Elétrica', 'Bloco do Prazer' e 'Chame Gente', consagrando-se ainda como primeiro cantor em trios elétricos, como os do Trio Armandinho, Dodô & Osmar, no Carnaval da Bahia. "É um pioneiro", diz Faour.

O último show de Moraes Moreira foi no dia 13 de março na casa de shows Manouche, no Jardim Botânico. Ele apresentou a turnê 'Elogios à Inveja — Canções que Eu Gostaria de Ter Feito'.

Alessandra Debs, diretora artística do Manouche, diz que os últimos momentos da carreira de Moraes foram de "apologia à palavra", com o artista dedicado a poemas. "Ele dizia que estava em uma fase meio 'Maria Bethânia'. Moraes Moreira é um Brasil alegre e corajoso, o que temos de melhor", diz.

Despedida

Amigos e famosos prestaram homenagens a Moraes Moreira. Ex-companheira de Novos Baianos, Baby do Brasil divulgou nota em que diz: "Que notícia! Que susto! Que inacreditável! Moreirinha foi? Só orando o 'Pai Nosso' para acalmar o nosso interior!".

Gilberto Gil postou no Twitter: "Menino do sertão da Bahia, ouviu encantado a música do mundo e fez dela seu universo expressivo. Deixa saudade e uma grande obra".

Zico lembrou as canções 'Vitorioso Flamengo' e 'Saudades do Galinho', que Moraes fez para o time do coração e para o ídolo. "Grande rubro-negro que sempre, através de suas músicas, demonstrou a paixão e o amor pela vida".

Comentários

A MPB fica mais triste O Dia - Diversão

A MPB fica mais triste

Cantor, um dos fundadores do grupo Novos Baianos, morre aos 72 anos no Rio

Por O Dia

O cantor e compositor baiano Moraes Moreira morreu na madrugada de ontem, aos 72 anos, em sua casa na Gávea, Zona Sul do Rio. Segundo familiares, ele sofreu um enfarte fulminante e foi encontrado pela empregada, caído, no apartamento onde morava sozinho. Segundo a assessoria, não serão divulgadas informações sobre o enterro para evitar aglomerações.

No dia 18 de março, Moraes publicou no Instagram um poema intitulado 'Quarentena', composto durante os dias de isolamento, em que fala sobre medo do coronavírus e da violência.

Antônio Carlos Moreira Pires nasceu em 1947, em Ituaçu, na Bahia. Foi um dos fundadores do grupo Novos Baianos com Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão.

Moraes fez parte do grupo de 1969 a 1975. Segundo o jornalista especializado em MPB Rodrigo Faour, o grupo redimensionou "a música brasileira com tradição e modernidade". Ele aponta o clássico disco 'Acabou Chorare' como uma das obras principais desta fase.

Em carreira solo, a partir de 1975, o artista lançou mais de 20 álbuns e compôs sucessos como 'Pombo Correio', 'Vassourinha Elétrica', 'Bloco do Prazer' e 'Chame Gente', consagrando-se ainda como primeiro cantor em trios elétricos, como os do Trio Armandinho, Dodô & Osmar, no Carnaval da Bahia. "É um pioneiro", diz Faour.

O último show de Moraes Moreira foi no dia 13 de março na casa de shows Manouche, no Jardim Botânico. Ele apresentou a turnê 'Elogios à Inveja — Canções que Eu Gostaria de Ter Feito'.

Alessandra Debs, diretora artística do Manouche, diz que os últimos momentos da carreira de Moraes foram de "apologia à palavra", com o artista dedicado a poemas. "Ele dizia que estava em uma fase meio 'Maria Bethânia'. Moraes Moreira é um Brasil alegre e corajoso, o que temos de melhor", diz.

Despedida

Amigos e famosos prestaram homenagens a Moraes Moreira. Ex-companheira de Novos Baianos, Baby do Brasil divulgou nota em que diz: "Que notícia! Que susto! Que inacreditável! Moreirinha foi? Só orando o 'Pai Nosso' para acalmar o nosso interior!".

Gilberto Gil postou no Twitter: "Menino do sertão da Bahia, ouviu encantado a música do mundo e fez dela seu universo expressivo. Deixa saudade e uma grande obra".

Zico lembrou as canções 'Vitorioso Flamengo' e 'Saudades do Galinho', que Moraes fez para o time do coração e para o ídolo. "Grande rubro-negro que sempre, através de suas músicas, demonstrou a paixão e o amor pela vida".

Comentários