Luisa Mell é acusada de racismo e se revolta

Ativista foi criticada pelo momento de divulgação do post em meio a protestos no Brasil e nos Estados Unidos contra o racismo por conta da morte de George Floyd

Por IG - Gente

Luisa Mell
Luisa Mell -
Luisa Mell está no meio de uma nova polêmica. Nesta terça-feira, data marcada pelas manifestações online antirracismo chamadas Black Out Tuesday, a loja da ativista ambiental postou uma foto no Instagram defendendo o direito dos animais. O post era o logo do instituto Luisa Mell e a frase "todas as vidas importam", fazendo referência ao lema "vidas negras importam".
Nas redes sociais, as opiniões ficaram dividias. Muitas pessoas chamaram a ambientalista de racista, por não ter falado sobre as questões raciais. Já outros defenderam que Luisa Mell faz muito pelos animais, por isso não deveria estar sendo tão criticada assim.

O post foi feito no perfil Loja Luisa Mell, onde a ativista vende produtos e os lucros são usados para manter o instituto de proteção aos animais. Porém, pouco depois da polêmica estourar, a ambientalista gravou uma série de stories contando que a conta foi hackeada.

"Vocês não vão acreditar no que aconteceu, roubaram o Instagram da Loja Luisa Mell. Hackearam nosso Instagram e vocês sabem que a loja é responsável por grande parte dos nossos custos, por manter o instituto. Preciso da ajuda de vocês, preciso que isso chegue no pessoal do Instagram para que eles nos ajudem. Que mundo é esse? Roubar Instagram de uma ONG!", falou Luisa desesperada. 

 

Comentários