Lary fala sobre processo de amadurecimento na música - Hugo Barbieri
Lary fala sobre processo de amadurecimento na músicaHugo Barbieri
Por O Dia
A cantora e compositora carioca Lary viveu, nos últimos dois anos, um processo de amadurecimento e descobertas pessoais, dentro e fora da carreira. Após percorrer diversos estilos e caminhos na música, a artista se encontrou no gênero R&B pop, através de um ousado projeto que dividiu um álbum em quatro Eps, e deu passos importantes ao entender a importância de se posicionar como artista e mulher. 
“Esse projeto me permitiu me encontrar muito mais como artista e a me identificar com a sonoridade R&B pop que hoje faço. Pude conhecer e trabalhar com outros artistas que admiro muito e conquistei novos
públicos. Tudo isso foi muito especial pra mim! Além disso, é muito bacana quando fazemos algo que conta a nossa verdade, porque se torna especial. E quando é especial, a gente faria de novo. Mapa Astral e
Playlist Transante, colaborações com o 3030 e o Choice, respectivamente, são exemplos disso. Certamente faria outros sons com eles, inclusive já temos novas composições juntos.” explica, Lary. 
Publicidade
As letras das músicas também acompanharam essa mudança, assinando cada vez mais composições próprias e para outros cantores, Lary fala sobre amor, empoderamento, relacionamentos abusivos, da sua força como mulher e das várias reviravoltas que a vida pode dar. Para além da música, ela também reforça seu posicionamento nas redes sociais e por onde passa. 
"A partir do momento em que eu espero posicionamento dos artistas que acompanho, imagino que as pessoas que me acompanham também esperam de mim. Hoje o artista não é mais simplesmente a música que ele faz. As pessoas buscam no artista uma inspiração, um estilo de vida e um posicionamento em vários aspectos. Escolhi me posicionar mais porque acho muito importante usar meu alcance para dar voz à questões sérias como o racismo, a homofobia e, sobretudo, ao feminismo, assunto que mais me aprofundo por ser meu lugar de fala. E fico muito feliz com a identificação das pessoas quando abordo esses temas além da música.” ,completa a cantora.